Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Mais de 80 mil crianças morreram de fome nos últimos três anos no Iêmen

Novos parques eólicos nas regiões da Campanha e Litoral do RS

País expande geração de fontes como hidrelétrica, eólica e solar, mas ficará atrás de Índia e Alemanha nos próximos anos. (Foto: Agência Brasil)

A implantação de dois complexos eólicos no Rio Grande do Sul foi tema de reunião nesta quinta-feira (13), na Secretaria de Minas e Energia. O diretor da Innovent Invest Paulo Yazbek apresentou à secretária Susana Kakuta os detalhes do projeto, que pretende ampliar a capacidade de geração eólica em 686 megawatts (MW).

De acordo com Yazbek, serão investidos cerca de R$ 3,3 bilhões para a construção dos empreendimentos. “No Complexo Eólico da Fortaleza, serão investidos R$ 2,5 bilhões na construção de 262 torres, com capacidade instalada de 524 MW. Os parques serão localizados nos municípios de Capivari do Sul, Cidreira, Osório e Tramandaí”. Destaca ainda que, no Complexo Eólico Três Cerros, serão investidos R$ 800 milhões na construção de 81 torres, com capacidade instalada de 162 MW, nos municípios de Bagé e Dom Pedrito.

Para a secretária, estes são projetos importantes, com alto impacto local, uma vez que atuam em prol da sustentabilidade energética. “Os projetos vão ampliar a capacidade eólica e gerar mais arrecadação. Os arrendamentos são uma alternativa de receita aos proprietários da terra”.

Também participaram da reunião o diretor técnico da SME, Eberson Silveira, os diretores da Forza Energias Alternativas, Edison Jardim e Roberto Jardim, além dos diretores da Geotrópico, Brites Pereira e Rafael Moura.

 

Deixe seu comentário: