Últimas Notícias > Notícias > O atacante uruguaio Jonatan Álvez não terá o seu contrato renovado pela direção do Inter

Número de estagiários cresce nas empresas brasileiras, mulheres ocupam maior parte das vagas

Número de contratados subiu para 23% neste primeiro trimestre de 2019. (Foto: Pixabay)

Uma pesquisa publicada nesta terça-feira demonstrou um aumento de 23,8% na contratação de estagiários no Brasil. Nestes três primeiros meses de 2019, 576.983 pessoas se encontram trabalhando nesta posição. No mesmo período, em 2018, o número era de 466.157.
De acordo com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), estudantes do sexo feminino ocupam a maior parte destas vagas, totalizando 65% do mercado. A pesquisa também divulgou números de jovens em programas de aprendiz desenvolvidos para o público de 14 a 24 anos, formados ou não no ensino médio. Em comparação com o ano passado, mais de 43 mil adolescentes e adultos se inscreveram no projeto, registrando um aumento de 39,5% no setor. Destes, 68,8% já se concluíram o colégio.
“Os programas de estágio tem tudo a ver com a melhora da produtividade, essa pauta também está aqui”, declara o superintendente da CIEE, Humberto Casagrande Neto. Na mesma pesquisa, foi percebido que 27% da população com até 24 anos está desempregada.

Entre os estados com maior índice de estagiários por empresa, estão São Paulo, com média 3,84 por empresa, e de 3,06 no Centro Oeste e Distrito Federal. Estes, costumam permanecer nas organizações entre seis e sete meses, ou sete a nove meses, conforme as regras de contratação. Neste ano, a maior parte dos estagiários são dos cursos de administração, pedagogia, direito, ciências contábeis, engenharia civil e engenharia de produção. Em 2018,os estudantes eram dos cursos de direito, pedagogia, administração, ciências contábeis, educação física e na área de tecnologia da informação.

Deixe seu comentário: