Últimas Notícias > Notícias > O Canadá emite recorde de vistos de residência para brasileiros

O atacante Gabriel Jesus admitiu que está ansioso para a sua estreia em Mundiais e exaltou a sua parceria com Neymar

"Tranquilo não é. É difícil, a ansiedade bate um pouco, é normal", admitiu Gabriel Jesus. (Foto: Reprodução/Instagram/Gabriel Jesus)

Há quatro anos, Gabriel Jesus pintava as ruas de Jardim Peri, em São Paulo, para apoiar a Seleção Brasileira no Mundial do Brasil. Hoje, o atacante do Manchester City se prepara para disputar seu primeiro mundial, um feito que ele admitiu causar ansiedade, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (14), em Sochi.

Neste domingo (17), em Rostov-on-Don, palco da partida de estreia do Brasil diante da Suíça, Gabriel Jesus estará em campo ao lado de Willian, Philippe Coutinho e Neymar para formar o quarteto de ataque da seleção. Uma realidade que mexe com o garoto de 21 anos.

“Tranquilo não é. É difícil, a ansiedade bate um pouco, é normal. Em se tratando do maior torneio que temos no futebol, é claro que bate um pouquinho de ansiedade. Mas vou procurar ficar tranquilo”, garantiu o ex-atacante do Palmeiras.

A receita para dissipar o nervosismo, porém, está no companheirismo que encontrou dentro da seleção. “É claro que por não ter jogado um Mundial, você não tem experiência, mas todos conversam, passam experiências, ajudam. É muito importante. Temos que ser unidos, uma família”, explicou.

E uma das peças-chave do bom ambiente é a principal estrela da seleção, Neymar. “Há dois anos, eu não o conhecia pessoalmente. Fui conhecer o Neymar nas Olimpíadas [do Rio]. Ele me tratou muito bem. Sempre deu conselhos. Isso é muito importante. Você corre mais pelo seu amigo, dá a vida”, elogiou Gabriel Jesus.

Deixe seu comentário: