Últimas Notícias > CAD1 > O presidente da Venezuela pediu que Donald Trump abra as fronteiras do seu país para receber os imigrantes hondurenhos

O Brasil se mantém em segundo lugar no ranking da Federação Internacional de Futebol, a FIFA

Ranking da Fifa é liderado pela Alemanha, seguida pelo Brasil. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Fifa (Federação Internacional de Futebol) divulgou na quinta-feira (12) a atualização de abril do ranking de seleções masculinas. O Brasil continua em segundo lugar na lista, atrás apenas da Alemanha. As duas equipes lideram o ranking desde o ano passado.

O ranking anterior havia sido divulgado em março. A novidade no topo da lista é a Bélgica, que subiu da quinta para a terceira posição, antes ocupada por Portugal, que, agora, está está em quarto, seguida pela Argentina, em quinto lugar.

Completam a lista dos dez melhores times, a Suíça (que subiu de oitavo para sexto), França (que passou de nono para sétimo), Espanha (que caiu duas posições e está em oitavo), Chile (que subiu de décimo para nono) e Polônia (que caiu quatro posições e está na décima posição).

De acordo com a Fifa, a seleção com melhor desempenho de março para abril foi o Quirguistão, que subiu 40 posições e agora está na 75ª colocação. Já a maior queda no ranking ficou com o Haiti, que recuou 23 posições e está na 108ª colocação.

Dentre as 32 seleções que participarão da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, entre junho e julho deste, a Arábia Saudita é que está na pior colocação (70º). Dos 20 melhores colocados no ranking, apenas o Chile, Holanda (19º) e Itália (20º) estão fora da Copa deste ano.

Campanha

Todos são Iguais para o futebol. É um esporte de todas as cores, origens, crenças, gêneros e condições físicas. Com essa reflexão, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) lança, na 1ª rodada do Brasileirão 2018, a campanha “Todos Iguais”, iniciativa contra o preconceito e a discriminação.

O objetivo é a luta contra a discriminação por gênero, cor, crença, origem e condição física. As cores da logomarca representam as variadas peles, credos e ideologias que o futebol une sem preconceitos. Os adornos em volta do escudo têm o formato de V, uma referência à vitória. A mensagem “TODOS IGUAIS” tem destaque, com grande visibilidade e fácil identificação.

A grande inspiração para o slogan da campanha é a frase do cantor e compositor Gilberto Gil: “Todos somos iguais em nossas imensas diferenças”. Para a CBF e para o Futebol, Todos são Iguais. Esta é a mensagem que será passada e reforçada nas partidas das competições organizadas pela entidade.

“O esforço da CBF na propagação de mensagens contra a discriminação foi ampliado. A campanha anterior era focada na luta contra o racismo. Institucionalmente, decidimos abrir o leque e combater as diversas formas de discriminação, fazendo do futebol um promotor de educação e igualdade”, afirmou o diretor de Marketing da CBF, Gilberto Ratto.

O material visual será exibido em placas de publicidade e painéis de LED na beira do campo, nos telões e no patch especial aplicado no uniforme da arbitragem.

Deixe seu comentário: