Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Mostly Cloudy

CAD1 O cantor Ricky Martin disse que gostaria que os seus filhos também fossem gays

Artista porto-riquenho é pai dos gêmeos Valentino e Matteo, de 9 anos, gerados em uma barriga de aluguel. (Foto: Reprodução)

Durante entrevista ao programa de variedades “Popcorn”, apresentado com Peter Travers na emissora norte-americano ABC, o cantor porto-riquenho Ricky Martin, 46 anos e homossexual assumido, provocou polêmica ao manifestar o desejo de que os seus dois filhos também fossem gays. “Meus filhos são muito pequenos, mas eu gostaria que fossem gays”, afirmou.

Martin, que anunciou em janeiro o casamento com artista plástico sueco Jwan Yosef, tem dois filhos gêmeos de 9 anos, Valentino e Matteo. Os meninos foram gerados por uma barriga de aluguel, pouco mais de um ano antes de o cantor publicar em seu site oficial e nas redes sociais um comunicado revelando o que muitos de seus fãs não sabiam ou nem mesmo desconfiavam.

A propósito, Martin também falou sobre como foi assumir a homossexualidade, em 2010. “Eu queria fazer isso de novo”, garantiu. “É incrível. Naquele momento em que escrevi aquela carta e postei no Twitter, o sentimento de libertação foi poderoso. Depois, as pessoas vinham agradecer e dizer que entendiam melhor os seus familiares.”

Na época, com uma carreira musical já consolidada e um status de sex-symbol latino, o cantor declarou ter decidido tornar pública a sua sexualidade por conta dos filhos. “Eu não podia mais suportar, era muito doloroso. Quando eu olhava para eles, eu pensava: ‘O que estou ensinando para essas crianças? A mentir?'”, ressaltou, então, em uma entrevista à apresentadora norte-americana Oprah Winfrey.

“Eu gostaria de voltar a sentir isso”, comentou o artista. “A sensação de libertação foi tão poderosa que me senti incrível, então eu adoraria repetir a experiência. O jeito que eu vejo as coisas agora, que não tenho mais nada a esconder, é uma coisa muito especial. E isso me faz uma pessoa mais forte”, afirmou.

O ex-integrante do conjunto Menudo também mandou um recado a todos que lutam por sua identidade sexual: “Seja você mesmo, ame a si mesmo”.

A manifestação de Ricky provocou elogios e críticas nas redes sociais. “Sem noção”, afirmou uma internauta no Twitter. “Que coisa estúpida para se desejar”, disse outra. Mas também teve posts de apoio: “Normal, eu também quero!”, disse uma fã.

Atuação dramática

Atualmente, o astista reinveste em sua carreira dramática. Ele está na nova temporada do seriado “American​ Crime Story”, cujo tema é o assassinato do estilista italiano Gianni Versace, aos 50 anos, em julho de 1997.

Ricky interpreta Antonio D’Amico, parceiro do protagonista (interpretado pelo ator Édgar Ramirez), em uma trama que relembra a investigação do caso, sua repercussão pública e a reação dos familiares da vítima.

Ao lado do artista porto-riquenho, atuam nomes como Penélope Cruz (no papel de Donatella Versace, irmã de Gianni) e Darren Criss como o garoto-de-programa Andrew Cunanan.

Voltar Todas de CAD1

Compartilhe esta notícia:

A Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal querem ouvir o dono da empreiteira Odebrecht em inquérito que investiga o presidente Michel Temer
Um ministro do Tribunal Superior Eleitoral defende que as candidaturas fichas sujas sejam barradas sem contestação prévia
Deixe seu comentário
Pode te interessar