Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro defende juntar os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente e se diz preocupado com questões ambientais

O copiloto de um avião de uma companhia aérea chinesa foi sugado para fora da aeronave após o para-brisa se romper em pleno voo

A aeronave fez um pouso de emergência. (Foto: Reprodução)

O copiloto de um avião da companhia aérea chinesa Sichuan Airlines foi parcialmente sugado para fora da aeronave depois que parte do para-brisa se rompeu. O voo 3U8633 fazia o trajeto entre a cidade chinesa de Chongqing e Lhasa, no Tibete, mas acabou realizando um pouso de emergência em Chengdu, no Sudoeste da China, segundo um comunicado das autoridades da aviação civil do país asiático.

O piloto Liu Chuanjian, chamado de herói depois de ter pousado o Airbus A319 manualmente, disse que a aeronave havia acabado de alcançar a altitude de cruzeiro de 32 mil pés quando o vidro se rompeu, com um som ensurdecedor.

A cabine perdeu pressão e temperatura, e parte do para-brisa direito se rompeu. “Não houve um sinal de alerta. De repente, o vidro se rompeu e fez um barulho imenso. Em seguida, vi meu copiloto sugado metade para fora da janela”, afirmou Liu.

“Tudo no cockpit estava flutuando no ar. A maior parte dos equipamentos não funcionava direito e eu não conseguia ouvir o rádio. O avião estava balançando tão forte que eu não conseguia ler os medidores”, explicou.

O copiloto estava usando cinto de segurança quando o incidente ocorreu. Ele sofreu arranhões e uma torção no punho. Uma comissária de bordo também ficou ferida. Nenhum dos 119 passageiros se machucou.

A agência francesa de investigação de acidentes aéreos e a Airbus enviarão equipes para investigar o caso na China.

Deixe seu comentário: