Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Capa – Coluna Direita O craque Messi perdeu um pênalti e a Argentina ficou no empate em 1 a 1 com a Islândia em sua estreia no Mundial

O camisa 10 desperdiçou a cobrança quando o placar do jogo estava igualado. (Foto: Reprodução)

A Argentina e a Islândia empataram em 1 a 1, nesse sábado, na estréia das duas Seleções no Mundial. Muito marcado, o craque Messi só teve a primeira chance de gol aos 16 minutos da etapa inicial. Após jogada individual, o camisa 10 argentino bateu colocado de fora da área, obrigando o goleiro adversário a fazer uma boa defesa.

Aos 19 minutos, o atacante Agüero dominou dentro da área e, de perna esquerda, com um chute forte, abriu o placar para os hermanos, atuais vice-campeões mundiais. A velocidade da bola superou os 70 quilômetros por hora.

Mas a alegria dos sul-americanos durou pouco. Aos 23 minutos, a Islândia, considerada uma surpresa no torneio, igualou o placar com um gol do atacante Finnbogason, que aproveitou o rebote do goleiro Caballero e empurrou para as redes.

Após a igualdade no placar, a Argentina seguiu controlando a partida no primeiro tempo, mas não conseguiu desempatar. Nos últimos minutos, a Islândia levou perigo ao gol argentino.

Aos 16 minutos do segundo tempo, o craque Messi sofreu um pênalti. Ele mesmo cobrou, e o goleiro Halldórsson defendeu, causando grande euforia nos torcedores islandeses e decepção para os argentinos no Estádio Spartak, em Moscou.

Halldórsson se tornou o grande nome da partida. Ele é o camisa 1 da Islândia desde 2011 e foi o pilar da equipe que surpreendeu na Eurocopa de 2016, chegando às quartas de final depois de eliminar a Inglaterra.

Depois, a única jogada de perigo argentina ocorreu aos 35 minutos, quando Messi chutou de fora da área. A bola raspou na trave islandesa. A Argentina voltará a campo na quinta-feira (21) contra a Croácia, em Níjni Novgorod. A Islândia jogará na sexta-feira (22) contra a Nigéria, em Volgogrado.

Escalações

A Argentina, do técnico Jorge Sampaoli, jogou com Cabellero; Salvio, Otamendi, Rojo e Tagliafico; Mascherano, Biglia (Banega) e Meza (Higuaín); Dí Maria (Pavon), Messi e Agüero.

Já a Islândia, comandada pelo treinador Heimir Hallgrímsson, atuou com Halldórsson; Saevarsson, Arnason, R. Sigurdsson e Magnússon; Gunnarsson (Skulason), Hallfredsson, Sigurdsson, Gudmundsson (Gislason), Bjarson (Sigurdarson) e Finnbogason. As duas seleções estão no grupo D do Mundial.

Torcida

A torcida da Argentina invadiu Moscou e demonstrou todo fanatismo por sua seleção, com várias bandeiras com o rosto de Messi. O estádio vermelho do Spartak ficou branco e celeste. O maior jogador da história do futebol argentino e um dos melhores do mundo, Diego Armando Maradona, assistiu à partida em um camarote.

Islândia

Acostumada a ser saco de pancadas na Europa, a ilha de pouco mais de 300 mil habitantes e inúmeros vulcões se classificou nos últimos dois anos pela primeira vez tanto para a Eurocopa quanto para o Mundial.

Em 2010, a equipe amargava a 104ª posição no ranking da entidade máxima do futebol. Atualmente, é a 22ª, à frente, por exemplo, de Costa Rica, Suécia e Sérvia.

 

Todas de Capa – Coluna Direita

Compartilhe esta notícia:

Com o uso da tecnologia em lances polêmicos, a França venceu a Austrália por 2 a 1 no Mundial
Após 36 anos fora do Mundial, o Peru desperdiçou um pênalti e perdeu por 1 a 0 a partida para a Dinamarca
Deixe seu comentário
Pode te interessar