Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Cláudia Aragón ministra curso “Limpando Texto” na ESPM

O dólar tem o valor mínimo em 12 semanas no Brasil

Investidores do mercado de câmbio virtualmente ignoraram o rebaixamento da nota de crédito do Brasil. (Foto: Freepik)

Os investidores do mercado de câmbio virtualmente ignoraram o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela S&P, anunciado na noite de quinta-feira. O dólar fechou em queda pelo terceiro pregão seguido, nessa sexta-feira, perdendo por um momento o suporte de 3,20 reais e fechando no menor patamar em 12 semanas.

A cotação negociada no mercado interbancário cedeu 0,37%, a 3,2058 reais. É o menor nível desde 20 de outubro do ano passado (3,1887 reais).

Durante os negócios, a moeda desceu a 3,1998 reais, abaixo de 3,20 reais pela primeira vez desde 23 de outubro de 2017, dia em que chegou a marcar 3,1899 reais.

Das nove sessões deste ano, o dólar caiu em sete. No acumulado das duas primeiras semanas de 2018, a divisa cede 3,25%, o que deixa o real no posto de quarta moeda com melhor desempenho no período. Apenas o
peso colombiano (4,28%), a coroa norueguesa (3,46%) e o peso mexicano (3,41%) têm performance melhor que o real, considerando uma lista de 33 pares do dólar.

Dessa lista, 30 moedas ganham contra o dólar neste ano. Portanto, o movimento não é exclusivo do Brasil. Analistas citam a confiança no crescimento sincronizado da economia mundial e a valorização das commodities como gatilhos principais para a queda da moeda americana, frente a divisas emergentes, cenário que reflete a busca por ativos considerados mais arriscados, mas também com maior retorno.

Deixe seu comentário: