Últimas Notícias > | > “Never Really Over” acústico: gente como a gente, Katy Perry canta a própria música no banheiro

Corpus Christi tem edição da operação “Viagem Segura” nas estradas gaúchas

Ações de educação e fiscalização já começam nesta quarta-feira. (Foto: Divulgação / Detran-RS)

Entre a madrugada desta quarta-feira e o final do próximo domingo, as rodovias gaúchas recebem mais uma operação “Viagem Segura” de Corpus Christi, feriado que será celebrado nesta quinta-feira. Esta será a 104ª edição da iniciativa, que concentra esforços nas áreas de educação e fiscalização para prevenir acidentes em feriados e datas especiais no Rio Grande do Sul.

Durante reunião preparatória realizada nesta semana, dados estatísticos apresentados pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Rio Grande do Sul demonstraram que no feriado do ano passado ocorreram 30 mortes em cinco dias de operação, o que significou seis casos fatais por dia.

A pior média anual, se considerado o período compreendido entre 2007 e 2018, foi registrada em 2010, quando ocorreram 45 óbitos (nove por dia). No mesmo período, a maioria das ocorrências aconteceu nos dias intermediários, com o turno da noite concentrando o maior número de óbitos (36,6%).

Já no que se refere aos locais em que houve acidentes fatais, despontam os municípios de Porto Alegre (26 acidentes com pelo menos uma vítima), Pelotas (8), Caxias do Sul (7) e Gravataí (5). Mais de 60% dos óbitos aconteceram em rodovias, dentre as quais tiveram maior número de vítimas a BR-116 (20 mortes), a BR-386 (17) e BR-392 (16).

A diretora institucional do Detran-RS, Diza Gonzaga, salientou: “As estatísticas têm nome e têm rosto. São vidas interrompidas pela violência no trânsito, muitas vezes causadas por comportamentos de risco que resultam em tragédias que, na sua imensa maioria, poderiam ser evitadas”.

Ela acrescenta que, apesar da mobilização das instituições envolvidas, não há como o Estado estar presente em todos os lugares. “Cabe a nós, sociedade, motoristas e ocupantes dos veículos, agirmos com prudência em nossas viagens e deslocamentos, atuando como verdadeiros ‘fiscais da vida’, para que possamos trazer só boas lembranças deste feriado, afinal, o melhor da viagem é poder voltar para casa em segurança.”

Trajetória

Com sete anos completados no último feriado de 15 de novembro, a política pública de fiscalização e educação com foco em comportamentos de risco nas estradas tem como principais parceiros o Detran-RS, a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a Polícia Civil, a BM (Brigada Militar) e seu Comando Rodoviário.

Os trabalhos recebem a colaboração de órgãos de trânsito municipais (a exemplo da EPTC, em Porto Alegre), ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Cetran (Conselho Estadual de Trânsito), Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem), EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias) e Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul).

Além disso, a operação “Viagem Segura” conta com o apoio de representantes de entidades de cunho social como o Lions Club e organizações não governamentais o Instituto Zero Acidente.

Freeway

A CCR ViaSul estima que aproximadamente 57 mil veículos passem pelo pedágio de Santo Antônio da Patrulha até esta sexta-feira em direção ao Litoral gaúcho. A projeção representa um aumento de 67% do tráfego usual da praça, mas não são esperados congestionamentos na rodovia BR-290 (Freeway).

Para esta quarta-feira, véspera, a expectativa é de que 19 mil veículos utilizem a rodovia rumo à praia e, na quinta-feira, são esperados 21 mil veículos durante todo o dia. Na sexta-feira, outros 17 mil veículos devem fazer o mesmo deslocamento. Já para o retorno do Litoral, no domingo, são esperados 31 mil veículos.

A CCR ViaSul reforça a orientação aos usuários das BRs-101, 290, 386 e 448 que redobrem a atenção quanto à sinalização de obras e a atuação dos bandeirinhas nos pontos com intervenções para a realização de trabalhos no pavimento e conservação.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: