Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > O papa recordou que o Natal, que comemora o nascimento de Jesus na tradição cristã, não pode ser resumido “a uma bela festa tradicional” e ao “barulho do consumismo”

O fim de semana será ensolarado no Rio Grande do Sul

A Capital terá forte onda de calor nos próximos dias. (Foto: Maria Ana Krack/PMPA)

Este fim de semana será ensolarado em Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul. De acordo com a MetSul Meteorologia, no sábado (8) o centro de alta pressão atmosférica avança ainda mais pelo Estado, fazendo com que o tempo firme siga predominando.

O domingo (9) também terá sol. Ao longo do dia, os ventos mudam de direção e passam a soprar do quadrante Norte. Com isso, a elevação das temperaturas acontece de forma mais expressiva, garantindo a volta do calor.

Já nos próximos dias, a Capital deve ser afetada por uma forte onda de calor. A temperatura máxima pode chegar a 37°C. Confira, a seguir, a previsão detalhada do tempo para a Região Metropolitana.

Sábado

O sol predomina ao longo do dia com céu claro em muitas áreas. O vento sopra fraco a ocasionalmente moderado do quadrante Leste. A temperatura terá maior variação, com sensação de frio ao amanhecer, mas com uma tarde agradável. Mínima de 11°C e máxima de 26°C.

Domingo

Ao longo do dia, o sol predomina e o céu permanece claro. O vento estará calmo ou soprará fraco do quadrante Leste. A temperatura terá maior elevação e à tarde fará bastante calor. Mínima de 13°C e máxima de 33°C.

Segunda-feira

O primeiro dia útil da semana será de tempo permanece firme e ensolarado. O vento fica calmo ou sopra fraco do quadrante Leste/Norte. A temperatura terá elevação mais acentuada intensificando o calor à tarde. Mínima de 16°C e máxima de 35°C.

Conferência da ONU

Até a próxima sexta-feira, o governo gaúcho participa da 24ª Conferência do Clima da ONU (Organização das Nações Unidas), a “COP 24”, que ocorre na cidade de Katowice, na Polônia. A secretária do Ambiente Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini, apresenta as ações implantadas no Estado para adaptação aos riscos hidroclimáticos.

O Rio Grande do Sul foi um dos fundadores da iniciativa “Regions Adapt”, criada na “COP 21”, quando assumiu a coordenação da temática recursos hídricos. Conforme a titular da pasta, em 2015 havia apenas 45 estações de rede hidrometeorológica. Atualmente, são 693 unidades instaladas, permitindo através da Sala de Situação o monitoramento do clima sete dias por semana e 24 horas por dia.

“Criamos uma política estadual com foco na redução dos prejuízos econômicos e de vítimas dos eventos extremos como inundações, granizo, vendavais e estiagens”, ressaltou Ana Pellini. “Articulamos uma rede de radares meteorológicos com a Argentina e o Uruguai, que nos permite a formação de uma ampla cobertura de território, possibilitando a formação de quadros de tempo atualizados a cada seis minutos.”

 

Deixe seu comentário: