Home > Notícias > Brasil > Gilmar Mendes manda soltar outros 4 presos na Operação Ponto Final

O Google liberou o Waze para ser usado em carros com Android Auto

Waze já pode ser usado em carros que tenham Android Auto. (Foto: Divulgação)

Você sempre reclama do navegador de GPS no sistema multimídia do seu carro? Então esta é uma boa notícia. O Google liberou nesta quarta-feira (26) o aplicativo Waze para carros com Android Auto, a plataforma que leva algumas funções do smartphone para a tela multimídia.

Apenas na Grande São Paulo, o aplicativo que indica as melhores rotas para fugir do trânsito tem mais de 3,5 milhões de usuários ativos. No mundo, são 75 milhões.

De acordo com a empresa, não é preciso instalar nada além do Android Auto e do Waze. Basta ter versões atualizadas dos apps e conectar o celular ao veículo.

Na parte de navegação, a tela da central mostrará o Maps, que era a única opção até então, e o Waze. Selecione o preferido e coloque um destino.

Comprado pelo Google em 2013, o Waze poderá ser comandado por instruções de voz e pelos botões de volantes multifuncionais. Também será possível enviar os alertas de trânsito e acidentes, que tanto ajudam os usuários.

Assim como os demais apps liberados para o Android Auto, o Waze ficou com a navegação mais “limpa”, com menos distrações.

Não há previsão de chegada do Waze ao Apple Car Play, já que a Apple não permite aplicativos de outras empresas na plataforma.

No Brasil, o Waze fez uma parceria com a Chevrolet, que escolheu o Onix para ser o carro de “lançamento” da novidade. No entanto, a função está liberada também para os demais modelos e marcas que disponibilizam o Android Auto.

Como funciona o Android Auto

Para baixar o aplicativo é necessário ter um smartphone com Android 5.0 ou versão superior (Lollipop, Marshmallow ou Nougat) e uma conexão de dados ativa.

A grande diferença de usar o Android Auto em vez de o próprio smartphone ou um sistema de espelhamento, como o MirrorLink, é que todos os aplicativos são adaptados para o uso dentro do carro.

Isto quer dizer que a maioria dos comandos são feitos por voz e as interações com outros usuários são eliminadas, para evitar distrações. Por este motivo, o Facebook dificilmente será aprovado pelo Google. O Whatsapp, pelo menos, funciona bem. É possível ouvir e responder mensagens.

Outra vantagem é não ter que ficar segurando o celular enquanto dirige, o que, além de inseguro, é proibido e pode dar multa. Também não é preciso encaixar o aparelho em algum suporte no carro. Todos os aplicativos compatíveis aparecem direto na central multimídia do veículo.

Enquanto o aparelho está conectado, uma tela fixa bloqueia qualquer tipo de ação pelo telefone, ou seja, se você quiser usar um aplicativo que não está pronto para o Android Auto, será preciso desplugar o telefone.

Nem todos os aplicativos estão disponíveis para o Android Auto. Atualmente, é possível instalar Spotify, Skype, Google Play Music, Telegram, Whatsapp, Hangouts, WeChat, Audiobooks from Audible, Deezer, entre outros. (AG)

Comentários