Últimas Notícias > CAD1 > Unidades de pronto-atendimento terão serviços ampliados na Zona Leste de Porto Alegre

O governador da Flórida ordenou a evacuação da costa do Atlântico devido à proximidade do furacão

Furacão Michael é a ameaça atual para americanos da Flórida. (Foto: Reprodução)

O governador da Flórida, Rick Scott, ordenou na segunda-feira estado de emergência em 35 condados e a evacuação de moradores da Costa do Golfo devido à proximidade do furacão Michael , que deve tocar o solo na quarta. Fortes chuvas no fim de semana causaram 13 mortes na América Central depois que Michael se formou na costa norte de Honduras.

Atualmente o Michael é um furacão categoria 1, mas pode chegar ao continente na categoria 3 das cinco da escala Saffir-Simpson, com ventos de 160 km/h, e provocar entre 10 e 30 centímetros de chuva, além de enchentes relâmpago com risco de morte, segundo os meteorologistas.

As ordens de evacuação já estão sendo cumpridas, com a ajuda de 1.250 integrantes da Guarda Costeira, com mais 4 mil prontos para entrar em atuação. Michale pode se tornar o furacão mais forte em 15 anos a atingir a região.

“As famílias deveriam aproveitar a oportunidade de armazenar três dias de alimentos e água, além de todos os medicamentos necessários”, tuitou o governador nesta segunda-feira. “TODA FAMÍLIA deve estar preparada. Podemos reconstruir sua casa, mas não podemos reconstruir sua vida.”

No vizinho do Alabama, o governador Kay Ivey declarou estado de emergência em todo o estado, prevendo fortes chuvas e inundações.

Michael atingiu parte do México e de Cuba com ventos fortes e chuvas torrenciais entre o domingo e esta segunda-feira. A tempestade estava a cerca de 220 quilômetros a leste-noroeste de Cozumel, no México, com ventos contínuos máximos de 120 km/h, disseram os meteorologistas.

O prefeito de Tallahassee, Andrew Gillum, candidato democrata ao governo estadual nas eleições de 6 de novembro, disse no domingo que estava cancelando eventos de campanha e voltando à cidade, que é capital da Flórida, para se concentrar nos preparativos para a tempestade.

A Universidade Estadual da Flórida anunciou que seus campi em Tallahassee e Panama City ficarão fechados de terça a sexta-feira.

Jeff Hanson, proprietário do Paisley Cafe de Tallahassee, disse que está esperando até a manhã desta quarta-feira para decidir se fechará o restaurante.

“Existe a possibilidade de ficarmos abertos se ainda tivermos energia”, disse Hanson em uma entrevista por telefone. “Depende do que a cidade disser em termos da circulação das pessoas. Esta é nossa maior preocupação, se nossos funcionários estão seguros.”

De acordo com a previsão, depois de se abater sobre a Flórida a tempestade deve seguir para o nordeste na quarta e quinta-feiras ao longo do litoral do Atlântico e atingir as Carolinas, que ainda se recuperam da passagem do furacão Florence no mês passado.

A BP e a Exxon Mobil começaram a retirar funcionários de suas plataformas de produção de petróleo e gás no Golfo do México na segunda-feira.