Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Em sua 94ª edição, Quarta Beneficente da Parrilla Del Sur ajudará Casa do Menino Jesus de Praga

O governo federal estuda um pacote de bondades para poder aprovar a nova reforma da Previdência

A ideia é oferecer essas medidas aos governadores e à oposição como parte de um acordo para a aprovação da reforma. (Foto: Agência Câmara)

Por sugestão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a área econômica do governo estuda um pacote de projetos em benefício dos Estados que tramitará junto com a reforma da Previdência.

A ideia é oferecer essas medidas aos governadores e à oposição como parte de um acordo para a aprovação da reforma. Maia e o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, já estão discutindo com os governadores quais os problemas mais urgentes dos Estados que podem entrar nesse pacote.

Para aferir os pontos da reforma da Previdência com maior aceitação, também o secretário nacional de Previdência, Rogério Marinho, tem se encontrado com os governadores. Na quinta-feira (7), recebeu Wellington Dias, do Piauí.

O governador confirma a necessidade de discutir uma solução para a crise imediata de caixa dos Estados paralelamente à Previdência: “Os governadores, pelo que temos conversado, compreendemos a importância de um entendimento para mudanças na Previdência, na direção do equilíbrio atuarial, com prazo de transição adequado para atingir metas pactuadas como adequadas a este equilíbrio. E como todos sabemos os efeitos virão no longo prazo, precisamos junto com a busca de entendimento sobre as medidas tratar também da solução para enfrentar o hoje, o curto prazo. É preciso uma solução para onde já entrou em colapso e atrasou salários e para evitar que outros Estados entrem em colapso. Pois será difícil aprovar regras que exigem sacrifício de todos e não dar solução para estes desafios”.

Quanto ao projeto de Previdência em si, o governador petista assume o discurso dos demais governadores de esquerda: “Também consideramos importante que não se descarregue nos mais pobres o ônus da quebra da previdência pública especialmente.”

Está prevista para o próximo dia 20 uma reunião do Fórum de Governadores de Brasília. Paulo Guedes disse ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), que pretende apresentar, neste Fórum, as propostas da reforma da Previdência já aprovadas pelo presidente Jair Bolsonaro.

A expectativa dos governadores é que Guedes também apresente nesse encontro as propostas do governo federal para solucionar a crise de caixa dos Estados.

Deixe seu comentário: