Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
34°
Fair

Notícias O implante de silicone corresponde a quase 20% das cirurgias plásticas no Brasil

Colocar silicone é o procedimento mais procurado pelas mulheres. (Foto: Reprodução)

Colocar silicone nos seios é o desejo de muitas mulheres de diferentes faixas etárias. De acordo com os últimos dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esse tipo de procedimento é mais procurado pelas mulheres. Em 2018, cerca de 18,8% das intervenções cirúrgicas foram para colocar seios, na frente da lipoaspiração (16,1%) e abdominoplastia (15,9%).

Apesar da preferência, diversos mitos rondam o universo dos implantes de silicone. Para esclarecer as incertezas, o cirurgião plástico Dr. Marco Cassol responde sobre o procedimento.

É necessário parar com as atividades físicas após a cirurgia?

Mito. É verdade que o retorno deve ser gradual, mas a mulher não precisa parar de praticar exercícios físicos.

Tenho silicone. É verdade que não posso praticar atividades físicas ou esportes radicais?

Mito. O uso de próteses não impede a prática de exercícios físicos, mas deve-se tomar cuidados redobrados na prática de esportes radicais, principalmente os que promovem alto impacto na região do tórax.

Próteses de silicone aumentam as chances de ter câncer de mama?

Mito. Todas as mulheres, independente de terem ou não o silicone, devem fazer o autoexame e a mamografia a partir dos 35 anos.

A prótese pode atrapalhar a amamentação?

Mito. O implante de silicone é colocado abaixo das glândulas mamárias ou do músculo. A única recomendação é que a mulher aguarde pelo menos três meses depois da cirurgia para amamentar.

Os implantes de mamas devem ser trocados a cada 5 anos?

Mito. Os implantes de silicone nas mamas devem ser acompanhados pelo médico e através de exames de imagem e, se alguma alteração estiver presente, devem realmente ser trocados. No entanto, não existe um prazo estipulado para troca dos implantes, geralmente as trocas ocorrem por volta de 10 a 15 anos após a colocação.

A redução da sensibilidade das mamas após a cirurgia é reversível

Verdade. A diminuição da sensibilidade das mamas após a cirurgia geralmente é temporária e volta ao normal após alguns meses. Em raros casos ela permanece por mais tempo e necessita tratamento adicional.

Mesmo com a prótese, as mamas podem cair com o tempo

Verdade. Mesmo com a prótese de silicone, as mamas podem cair com o passar do tempo, de acordo com a elasticidade da pele e da glândula mamária da mulher, já que o silicone não impede o envelhecimento da pele e das mamas. Se isso acontecer, uma cirurgia de levantamento das mamas pode ser realizada, ressecando o excesso de pele que aparecer com o tempo e remodelando as mamas com o uso da prótese.

Não há diferenças entre as marcas de prótese de silicone

Mito. Existem diversas marcas de implante de silicone no mercado, com variações não somente de preço, mas também de qualidade do gel e do revestimento. Procure saber se seu médico usará uma marca baseada nessas diferenças e na segurança e não somente no preço do produto.

Existem diferentes formatos de implante de silicone para as mamas

Verdade. Escolher o melhor implante para cada paciente não significa somente decidir sobre o volume, existem variações no formato das próteses e nas alturas, fato que modifica diretamente o resultado final da cirurgia. Embora existam diversos modelos de próteses, basicamente eles se dividem em redondas ou anatômicas, sendo os redondos os mais amplamente utilizados e os anatômicos com indicações mais específicas em pacientes que desejam ou necessitam um formato mais natural da prótese. Além disso, há diferenças nas alturas das próteses, o que é responsável na paciente pela projeção da mama para frente. Pode parecer complicado, mas um cirurgião plástico bem formado e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica saberá indicar qual o melhor implante para cada caso.

As próteses de mama se rompem facilmente

Mito. As próteses podem realmente se romper com algum forte impacto, mas é raro, geralmente há uma deformação do silicone sem rompimento. No entanto, se a prótese romper ela pode ser trocada por outra em uma nova cirurgia.

Voltar Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Senado finaliza voto dos destaques da PEC Paralela em primeiro turno
Conselho inclui leilão do 5G em lista de concessões. Negociações sobre o Trensurb e o Hospital Fêmina, em Porto Alegre, também avançam
Deixe seu comentário
Pode te interessar