Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Presidente do Supremo intima o Banco Central e obtém dados sigilosos de 600 mil pessoas

O Inter começa o returno do Brasileirão com vitória de 1 a 0, em casa, sobre a Chapecoense-SC

Rodrigo Lindoso (D) marcou o único gol da partida, após duas anulações pelo VAR. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Jogando diante de quase 25 mil torcedores no estádio Beira-Rio, no final da manhã deste domingo (22), o Inter venceu por 1 a 0 a Chapecoense-SC, vice-lanterna, em partida válida pela vigésima rodada (abertura do returno) do Campeonato Brasileiro. Com esse placar, o Colorado se mantém em quarto lugar na tabela (36 pontos), com quatro vitórias consecutivas e ainda invicto como mandante no torneio.

O gol foi marcado pelo volante Rodrigo Lindoso, aos 38 minutos do segundo tempo. Antes, os donos da casa chegaram a estufar a rede duas vezes, com os atacantes Wellington Silva e Neilton, mas em ambos os casos o juiz baiano Diego Pombo Lopez decidiu pela anulação após consulta ao VAR (árbitro de vídeo).

Nesta quinta-feira, o Saci tem pela frente um duelo no Rio de Janeiro contra ninguém menos que o Flamengo (45 pontos), líder da competição, à frente de Palmeiras (42 pontos) e Santos (37 pontos). Já no domingo, o time do técnico Odair Hellmann se reencontrará com a sua torcida diante do Palmeiras, em mais um confronto para se aproximar ainda mais do topo do Z-4.

O jovem meia Nonato e o veterano atacante Rafael Sobis não participaram do duelo, por motivo de lesão (entorse no tornozelo direito e edema muscular na coxa esquerda, respectivamente). Conforme o departamento médico do clube, a situação de ambos não é grave, mas não ainda não há informação oficial sobre os períodos de afastamento de cada atleta.

Escalações

O Inter do técnico Odair Hellmann colocou em campo Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta, Uendel (Neilton), Edenilson, Rodrigo Lindoso, Patrick, Nico López (Sarrafiore), Wellington Silva (Guilherme Parede) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Já a Chapecoense, sob o comando do estreante Marquinhos Santos, escalou Tiepo, Eduardo, Rafael Pereira (Douglas), Gum (Maurício Ramos), Bruno Pacheco, Márcio Araújo, Elicarlos, Camilo, Renato (Henrique Almeida), Everaldo e Arthur Gomes.

A partida

O primeiro tempo foi marcado por uma postura mais ofensiva do Inter, apostando em jogadas por cima para levar perigo ao gol da Chapecoense. Com apenas 3 minutos, Rodrigo Lindoso tocou de cabeça após cobrança de escanteio, “tirando tinta” da meta dos visitantes.

Momentos antes da parada técnica na meia hora de jogo, o Colorado estufou a rede catarinense com Wellington Silva aos 28 minutos, mas o gol acabou anulado após a consulta ao VAR indicar impedimento na jogada. Quando a partida já se encaminhava para o intervalo, o time de Odair seguia tentando abrir o placar, esbarrando nas defesas do goleiro da Chape.

O panorama foi mantido para a etapa final. Incessante no ataque, a partir das entradas de Neilton e Guilherme Parede, o Inter acumulou oportunidades, que esbarraram principalmente nas grandes defesas de Tiepo. Aos 37 minutos, mais um gol anulado: a bola entrou mas o juiz viu falta de Edenilson dentro da área antes da finalização de Neilton.

Quanto muitos já se conformavam com um possível empate em 0 a 0 contra o penúltimo colocado no Brasileirão, coube a Rodrigo Lindoso decretar (desta vez para valer) o placar final, magro mas suficiente para manter o Colorado em condições de brigar pelo título, ainda que em tese, afinal o Campeonato ainda reserva mais 18 rodadas e, literalmente, muita bola vai rolar até o encerramento do torneio, no dia 8 de dezembro.

(Marcello Campos)