Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Justiça marca julgamento de Lula no caso do triplex para o dia 24 de janeiro

O jogador Lionel Messi comemorou a classificação da Argentina para a Copa de 2018 e pediu união a todos os argentinos para o país voltar a ser campeão mundial

Lionel Messi comemorou a classificação argentina para a Copa de 2018 na última rodada das eliminatórias, na noite de terça-feira, e, em seu primeiro contato com a imprensa do país depois de meses de silêncio do elenco, pediu união a todos os compatriotas para que a Argentina volte a ganhar um título.

A Argentina venceu o Equador por 3 x 1 em Quito com três gols do craque do Barcelona e garantiu uma vaga no Mundial da Rússia ao ficar em terceiro lugar na eliminatórias sul-americanas.

“Por sorte conseguimos, saiu tudo bem e estamos dentro… Estamos tranquilos, conseguimos o objetivo, que é o mais importante”, disse um Messi sorridente a jornalistas argentinos após a partida. “Começar perdendo por 1 x 0 tão rápido era complicado. Por sorte empatamos rápido e depois conseguimos finalizar bem”.

Messi se referiu ao chamado “boicote” à imprensa argentina, que começou depois de relatos na mídia local sobre comportamento indevido de um integrante da seleção na concentração durante as eliminatórias.

“Todo este tempo que passamos distantes da imprensa e das pessoas serviu para nos unir mais… É importante que nos unamos, todos queremos que a seleção se saia bem. Se formos todos de mãos dadas será mais fácil”, afirmou.

Quando perguntado se o Mundial do ano que vem pode ser uma revanche depois de três finais perdidas (Copa do Mundo de 2014 e Copa América em 2015 e 2016), Messi respondeu: “Foi injusto o que aconteceu no Mundial, o que nos aconteceu nas duas Copas Américas… Tomara que consigamos de uma vez por todas”.

“A partir de agora a equipe vai mudar, vai crescer muito, vai ser outra. Depois disto a equipe vai sair muito reforçada. Hoje era um dia importante para todos”, acrescentou.

Medo de ficar de fora

O herói da classificação da Argentina para a Copa do Mundo da Rússia admitiu que o grupo alviceleste teve medo de ficar de fora do Mundial e só após a vitória em cima do Equador na noite dessa terça-feira, na última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, o elenco argentino conseguiu respirar aliviado.

“O grupo teve medo, ficamos um pouco inquietos por esse momento da seleção, um pouco de ansiedade, mas já passou e conseguimos”, contou o autor de três gols em Quito. “Dei meu o máximo, o melhor para mim e meus companheiros, para o grupo, e apesar das dificuldades acabamos conseguindo”, comemorou Messi.

Para muitos argentinos, o confronto dessa terça foi uma espécie de final. Nos últimos três anos, a Argentina acabou sendo vice de duas Copas Américas e de uma Copa do Mundo. Dessa vez, porém, o resultado foi positivo. “Creio que sim (foi uma espécie de final). Argentina vai brigar para se classificar sempre e conseguimos, agora temos de nos preparar para o Mundial”, resumiu o jogador do Barcelona, sempre muito tímido e de poucas palavras.

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.