Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Um encarregado de obras da OAS disse que a construtora retirava os seus operários do sítio em Atibaia quando Lula aparecia no local

O juiz Sérgio Moro marcou para 5 de julho o leilão de três imóveis do ex-ministro José Dirceu avaliados em mais de 8 milhões de reais

O ex-ministro José Dirceu, condenado em dois processos da Operação Lava-Jato. (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

O juiz federal Sérgio Moro marcou para 5 de julho, às 14h, o leilão de três imóveis do ex-ministro José Dirceu, condenado em dois processos da Operação Lava-Jato. Conforme o edital publicado na segunda-feira (11), caso não sejam arrematados, outro leilão será realizado em 16 de julho. As informações são do portal de notícias G1.

Juntos, os imóveis foram avaliados pela Justiça Federal em mais de R$ 8,5 milhões. Os três imóveis já foram a leilão neste ano.

Primeira rodada

Na primeira rodada de lances, o valor mínimo é o das avaliações feitas em outubro de 2015. Na segunda, o preço mínimo para a venda será de 50% da avaliação.

Os lances, segundo o edital, poderão ser feitos pela internet. A comissão paga ao leiloeiro, de 5% do que for pago, deverá ser bancada pelo arrematante – e não está inclusa no valor do lance.

A defesa do ex-ministro preferiu não comentar o caso.

Veja quais são os imóveis:

– Casa em área de 501 metros quadrados localizada em Indianópolis (Ibirapuera), São Paulo, avaliada em R$ 6 milhões;

– Prédio e respectivo terreno, com área total de 200 metros quadrados, também localizados em São Paulo, avaliados em R$ 750.375,00. O imóvel está no nome de Camila Ramos de Oliveira e Silva, que é filha de José Dirceu;

– Chácara de 2,3 mil metros quadrados situada em Vinhedo, em São Paulo, avaliada em R$ 1,8 milhão. O terreno conta com uma construção de alvenaria de alto padrão. O imóvel está registrado em nome da empresa TGS Consultoria e Assessoria e Administração Ltda.

Deixe seu comentário: