Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Mega-Sena pode pagar R$ 34 milhões nesta quarta

Marcelo Delacroix lança campanha de financiamento coletivo para novo disco

Em fase de finalização, "Tresavento" terá canções e faixas instrumentais. (Foto: André Paz/Diuvulgação)

O cantor e compositor Marcelo Delacroix abriu um projeto de financiamento coletivo para viabilizar o lançamento de mais um disco individual, “Tresavento”, já em fase de mixagem e masterização – ultima etapa antes do envio dos áudios à fábrica que produzirá as cópias. Informações sobre modalidades de contribuição, bem como valores e recompensas para os investidores, estão disponíveis no site www.catarse.me.

Com dez músicas inéditas, o novo álbum se divide em oito canções e duas faixas instrumentais. Dentre os destaques estão “Milonga Moura” (parceria com Jerônimo Jardim), “Folia do Divino” (com letra de Rubem Penz), “História de Nós Dois” e a faixa-título “Tresavento” – inspirada em um conto do escritor mineiro João Guimarães Rosa (1908-1967).

Coassinam canções com Delacroix amigos como Leandro Maia, Ronald Augusto, Tatiana Cruz e Paulo Araújo. A ficha técnica, aliás, abrange diversos expoentes da nova geração de músicos do Rio Grande do Sul.

As gravações foram realizadas entre 2018 e o início deste ano, no estúdio da Pedra Redonda (de Wagner Lagemann) e no sítio Ovelha Negra (de Ângela Flach e Roni Barboza). O trabalho, que traz ainda duas músicas instrumentais, tem coprodução de Del Fabricio Gambogi e do próprio autor.

Nascido em Curitiba (PR) e porto-alegrense desde os cinco anos de idade, o compositor, cantor e produtor Marcelo Delacroix iniciou seus estudos na Escola de Música da Ospa (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre) e graduou-se no Instituto de Artes da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

A trajetória do Ele já tem quatro discos autorais, todos premiados: “Quebra-Cabeça” (grupo instrumental, 1994), “Marcelo Delacroix” (2000), “Depois do Raio” (2006) e “Canciones Cruzadas” (2013, em parceria com o uruguaio Dany López).

Ele também compôs diversas trilhas sonoras para produções de teatro, dança, televisão e cinema. Atua, ainda, como educador musical, ministrando cursos e workshops de musicalização para crianças e adultos.

Festival de Música

A prefeitura anunciou as 21 composições classificadas pelo voto popular na Categoria Geral para as eliminatórias do Festival de Música de Porto Alegre, realizados durante este mês no Teatro da Amrigs. Outros oito artistas já estão classificados no segmento “Músico de Rua” e mais seis na “Kids” (crianças). Já a final da competição está prevista para a noite de 5 de outubro, no Parque da Redenção.

O Festival oferece, aos primeiros colocados, a gravação da música apresentada e prêmios em dinheiro, que vão de R$ 1 mil a R$ 10 mil, conforme a categoria e posição final. Veja, a seguir, quem avançou às eliminatórias:

– “Quando Era Uma Menina” – Ágata Borges;
– “Tranças” – Graziela Pires Da Silva;
– “Pastoreio De Oxum” – Alan Barcelos Da Rosa;
– “Cartilagem” – Alexandre Kumpinski;
– “ Cabt Da Terra” – Elias Barbosa;
– “Vida E Meia” – Alex Alano;
– “Sinto Muito” – Bruno Moraes Monteiro;
– “Samba Não Se Rouba” – Micahel Sampaio Mesquita;
– “Brota” – Elisa Freese Lima;
– “Mulher África” – Luana Fernandes;
– “Lua” – Cristian Sperandir & Laura;
– “Erê” – Josué Krug;
– “O Conquistador” – Diego Gonçalvez Tavares Oliveira;
– “Despertei” – Julia Reis;
– “Me Faz Lembrar” – Maria Luiza;
– “Brega Love” – Paulo Ricardo Ramos Peres (Banda Saterac);
– “Quadro Universal” – Gabriel Romano & Wagner Lagemann;
– “Sono Tão Profundo” – Rodrigo Vizzotto (Banda Eletoacordes);;
– “Borbotando” – Dionisio Souza;
– “Não To Pronta” – Mariana Da Costa;
– “Tornado” – João Otácio.

Categoria Kids:

– “A Nossa Canção” – Ana Júlia;
– “Hífen” – Luis Souza;
– “Muros Pichados” – Maria Maciel;
– “Coisas Que Tu Faz” – Alice Kraken;
– “Até O Dia Clarear” – Halina Daltoé;
– “Arco-Íris” – Gabriela Melnick.

Categoria Música de Rua:

– “Sem Palavras” – João Guarani;
– “Vênus Em Virgem” – Philipe França;
– “Miséria Guarany”- Jean Loregian;
– “Grenal” – Cinésio Teixeira;
– “Ventania” – Gabriel Borba;
– “Venha Pra Dançar” – Gildo Lemos;
– “Bate Por Cima” – Edison Cardoso Júnior;
– “Viva” – Natã Da Silva.

Classificados pelo Voto Popular:

– “Astronauta” – Hernesto Kovaski;
– “Te Segura, Gaudério” – Henrique Guedes;
– “Beijos Vagos” – Leonardo Ferreira e Sharon Lampert;
– “Rota de Navegação” – Pablo Lanzoni;
– “Deixa o Amor Entrar” – Mauro Kwitko;
– “Tudo Bem” – Gabriel Saffi e Conrrado Moraes;
– “Bem-Te-Vis” – Ricardo Bordin e Rafael Alessandro Gossel Da Silva;
– “A Vida Que Me Levava” – Débora Máximo;
– “Agridoce” – Anna Peri.

(Marcello Campos)