Últimas Notícias > Capa – Destaques > O Grêmio venceu o Ceará de virada na Arena

O novo “Indiana Jones” tem estreia adiada após problemas com o roteiro

Cena do filme 'Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal' (2008), com Harrison Ford. (Foto: Divulgação)

O início das filmagens de Indiana Jones 5 foi adiado e o filme não será mais lançado no dia 10 de julho de 2020. De acordo com informações do site Variety, o quinto filme da franquia iniciada em Os Caçadores da Arca Perdida (1981) terá seu cronograma afetado em um período que pode variar de alguns meses a um ano. O motivo para o atraso é que o roteiro ainda não está pronto.

Jonathan Kasdan, filho do roteirista Lawrence Kasdan, assinou com a Lucasfilm e prepara agora um novo rascunho para o projeto. Inicialmente, o roteirista de Indiana Jones 5 seria David Koepp (Homem-Aranha, Jurassic Park – Parque dos Dinossauros), mas o autor foi substituído e o filme voltou para a estaca zero neste quesito. Jonathan escreveu com o pai (autor de Os Caçadores da Arca Perdida) o enredo de Han Solo: Uma História Star Wars, que estreou nos cinemas em maio deste ano.

Steven Spielberg e Harrison Ford, que trabalharam juntos em todos os quatro filmes anteriores da cinessérie de ação e aventura, seguem confirmados no filme. O calendário de produção de Indiana Jones 5 inicialmente incluia começar a rodar o longa-metragem em abril de 2019 no Reino Unido. A Disney ainda não marcou uma nova data de lançamento.

A Variety informa que é possível que o adiamento também tenha relação com a abarrotada agenda de Spielberg. O cineasta prepara uma refilmagem do clássico musical Amor, Sublime Amor e também fará o drama histórico The Kidnapping of Edgardo Mortara, com Mark Rylance (Ponte dos Espiões) no elenco.

Após retornar aos personagens mais famosos dos tempos áureos de sua carreira nos últimos anos (Han Solo em Star Wars – O Despertar da Força e Rick Deckard em Blade Runner 2049), Indiana Jones 5 (título provisório) pode ser o último trabalho do ator como o lendário arqueólogo.

Harrison Ford

Nascido em 13 de julho de 1942, em Chicago, Illinois, Harrison Ford enfrentou dificuldades por anos como ator, até George Lucas escalá-lo em “Loucuras de Verão”, de 1973. Ele alcançou o superestrelato como Han Solo nos três filmes de “Star Wars” e como Indiana Jones em “Caçadores da Arca Perdida” e suas três sequências, que foram enormes sucessos de bilheteria.

Harrison Ford cresceu em Des Plaines, um subúrbio de Chicago, filho de um publicitário e de uma dona de casa. Quando criança, era alvo de bullying. Depois de se formar na escola secundária, em 1960, ele estudou inglês e filosofia no Ripon College, em Wisconsin. Lá, descobriu seu interesse por atuar quase por acidente. Ford se matriculou em um curso de teatro para conseguir uma boa nota com facilidade. Ele não era um bom aluno e acabou largando a faculdade antes de se formar.

Em 1977, Ford colaborou novamente com Lucas em seu papel de revelação, Han Solo, em “Star Wars”. Essa interpretação ajudou a elevar seu status em Hollywood. As duas sequências da franquia, “O Império Contra-ataca” (1980) e “O retorno de Jedi” (1983), o transformaram em uma estrela. Nessa mesma época, ele deu vida a outro personagem lendário das telas, o arqueólogo Indiana Jones, em “Caçadores da Arca Perdida”, de 1981, dirigido por Steven Spielberg. O conto de ação e aventura, escrito em parte por George Lucas, tornou-se um enorme sucesso e gerou três sequências, incluindo “Indiana Jones e o Templo da Perdição” (1984) e “Indiana Jones e a Última Cruzada” (1989).

Ford aumentou sua reputação como ator dramático com vários papéis significantes nos meados dos anos 80. Ele ganhou uma indicação ao Oscar por seu trabalho em “A Testemunha”, de 1985, um drama criminal dirigido por Peter Weir. No ano seguinte, voltou a trabalhar com Weir como o inventor excêntrico em “A Costa do Mosquito”, ao lado de River Phoenix e Helen Mirren. Mesmo sendo um fracasso comercial, o filme lhe abriu as portas para outras oportunidades.

Em 1988, o ator mostrou um lado mais tranquilo na comédia romântica “Uma Secretária de Futuro”, com Melanie Griffith e Sigourney Weaver. Voltando para o papel de herói de ação, Ford estrelou “Jogos Patrióticos” (1992), no qual interpreta um agente da CIA. O personagem fez tanto sucesso com o público que ele o repetiu com “Perigo Real e Imediato” (1994). Nesse período, Ford já havia se tornado um dos atores mais bem pagos de Hollywood, ganhando 20 milhões de dólares por filme e 15% da sua renda bruta nas bilheterias.

No início dos anos 2000, Ford passou a atuar cada vez menos e não teve nenhum papel de destaque até a volta de uma de suas franquias mais famosas, com “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” (2008). O filme, novamente dirigido por Steven Spielberg, alcançou o topo das bilheterias no seu fim de semana de estreia e faturou mais de 786 milhões de dólares em todo o mundo.

Deixe seu comentário: