Últimas Notícias > Notícias > A “Primavera dos Museus” agita a programação cultural de Porto Alegre nesta semana

O piloto Lewis Hamilton manda seu carro para um menino com câncer que lhe desejou sorte

O pequeno Harry Shaw luta contra um câncer raro nos ossos desde agosto do ano passado. (Foto: Reprodução/Instagram)

Um menino de 5 anos e sua família foram surpreendidos, na segunda-feira (13), ao se depararem com um carro de Fórmula 1 na frente da sua casa. O veículo foi enviado pelo piloto Lewis Hamilton e pela Mercedes para retribuir a “inspiração” dada pelo garoto antes do Grande Prêmio da Espanha, vencido pelo britânico no domingo (12).

O pequeno Harry Shaw, que luta contra um câncer raro nos ossos desde agosto do ano passado, mandou um vídeo para Hamilton no qual desejou sorte na prova ao lado de fotos e outros presentes enviados pelo piloto. “Você é minha inspiração hoje. Tentarei te deixar orgulhoso. Gostaria de ser forte como você”, afirmou o piloto britânico em resposta ao menino.

Segundo a imprensa local, essa foi a primeira vez que Harry saiu de casa nas últimas três semanas. “Isso nos deu um grande incentivo e um enorme sorriso em um momento muito difícil de nossas vidas”, afirmou o pai do garoto, James. “Harry agora o vê como seu melhor amigo, o que é incrível para um menino de 5 anos”, acrescentou.

Segundo a página que a família abriu para uma vaquinha online, os médicos deram apenas uma semana de vida ao menino no dia 29 de abril, mas ele continua lutando. Seus pais tentam arrecadar dinheiro para pesquisas sobre a doença. Eles já arrecadaram mais de 46 mil libras (R$ 228 mil).

Schumacher

Estreante na Fórmula 2, Mick Schumacher diz que a cada corrida admira mais a grandeza do seu pai, o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher. “Nunca é fácil, e o que ele fez foi extraordinário. Eu o admiro mais a cada dia”, declarou o alemão de 20 anos.

O jovem, membro da Ferrari e campeão da F3 europeia no ano passado, parece destinado a ir para a F1 e seguir os passos do pai. Ele testou um carro de Fórmula 1 da equipe italiana em abril.

Na ocasião, o chefe da equipe, Mattia Binotto, disse ver semelhanças do jovem com Michael. Schumacher pai, que não é visto desde que sofreu ferimentos na cabeça em um acidente de esqui em 2013, era famoso por sua atenção aos detalhes.

Também como seu pai, que sofria enjoo em simuladores, Mick rejeita a tendência moderna de corridas virtuais. “Não faço simulações em casa nem nada assim. Se fizer, é com a equipe, o que é uma preparação adequada para mim. Dados, tudo, todos os pontos essenciais em que preciso estar preparado”, disse o filho do ídolo da Fórmula 1.

Deixe seu comentário: