Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Mobiauto adquire a segunda maior empresa de repasse de automóveis do País

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia , arquivou o pedido de impeachment do vice-presidente Hamilton Mourão

O general Mourão havia declarado que, se o pedido de impeachment contra ele prosperasse, voltaria "para a praia”. (Foto: O Sul)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), arquivou nesta quarta-feira (24) o pedido de impeachment do vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão, protocolado na semana passada pelo deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP).

No pedido de afastamento, Feliciano, vice-líder do governo no Congresso Nacional, acusava Mourão de “conduta indecorosa, desonrosa e indigna” e de “conspirar” para conseguir o cargo de Jair Bolsonaro. Em entrevista, ele afirmou que teve anuência do presidente Bolsonaro para protocolar o impeachment do vice.

Um dos argumentos sustentados no pedido é uma “curtida” (like) da conta de Hamilton Mourão no Twitter em uma publicação da jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, que enaltecia o general da reserva e criticava Jair Bolsonaro.

O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC), filho de Bolsonaro, tem feito diversos ataques a Mourão no Twitter desde o último final de semana. Carlos acusa o vice-presidente de conspirar para tomar o cargo do seu pai. Nas publicações, Carlos se refere ao vice como “o tal Mourão”.

“Quando a única coisa que lhe resta é o último suspiro de vida, surgem essas pérolas que mostram muito mais do que palavras ao vento, mas algo que já acontece há muito. O quanto querer ser livre e independente parece ser a maior crueldade para alguns”, escreveu Carlos junto com um vídeo em que o vice comenta que a população civil venezuelana, que é, segundo Mourão, oposição ao ditador Nicolás Maduro, “tem que estar” desarmada como está porque senão haveria uma guerra civil no país, “o que seria horrível para o hemisfério”.

Mesmo após um pedido do presidente para colocar fim às desavenças públicas, na terça-feira (23), Carlos manteve os ataques nesta quarta. Todas as postagens do vereador carioca no Twitter tiveram Mourão como alvo.

Praia

Na semana passada, o general Mourão declarou que, se o pedido de impeachment contra ele prosperasse, voltaria “para a praia”. De início, Mourão preferiu não comentar o pedido de impeachment protocolado pelo deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP) no dia 16. No entanto, em seguida, de bom humor, o militar disse que não estava preocupado.

“Ok. Sem comentários. Sem comentários. Isso aí é bobagem. Se prosperar, eu volto para praia. Eu estou tranquilo”, afirmou Mourão na ocasião. Na avaliação de Marco Feliciano, Mourão está contradizendo Bolsonaro em diversos posicionamentos, como em relação ao aborto e ao pacote anticrime, e conspirando contra o mandatário para tomar o seu lugar como presidente da República.

Deixe seu comentário: