Últimas Notícias > Notícias > Brasil > A perícia médica do INSS pode ficar prejudicada a partir de janeiro, quando até 20% dos médicos peritos do órgão poderão se aposentar

O presidente do Paris-Saint Germain criticou o Real Madri e aposta em Neymar: “o ano dele”, disse

Jogador brasileiro Neymar está no clube francês. (Foto: Reprodução/Instagram)

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, mostrou-se irritado com o constante assédio do Real Madrid a Neymar. Em entrevista ao jornal espanhol “Marca”, o cartola considerou “frustrante” que clubes negociem com seus jogadores. Mas garantiu que o brasileiro está pronto para fazer a diferença na temporada.

“Ele está bem, em forma. Se lesionou e não teve tempo de chegar ao máximo (no Mundial), mas agora está com confiança, e estamos felizes por contar com ele em plenitude. Este vai ser o ano dele. Está feliz e com vontade, muito motivado. Precisamos dele, que está comprometido em ganhar conosco.”

E, ao mencionar o apetite por vitórias, Al-Khelaifi se refere especificamente à Liga dos Campeões, obsessão do clube nas últimas temporadas. O cartola acredita que faltaram sorte, confiança e “entrega até o último minuto” nas campanhas de anos anteriores. Mas aposta em um retrospecto melhor desta vez, com Neymar e Mbappé protagonistas.

“Mbappé já é um dos melhores jogadores do mundo. Neymar também. Para ser sincero, vejo-os como os dois melhores do mundo. Ganhar o Mundial jogando como Mbappé jogou e com a idade que tem é incrível. Ele quer sempre ganhar, assim como Cavani, di María… Temos uma equipe incrível”, afirmou.

Mas, para segurar o seu principal jogador nesta temporada, o PSG precisou lidar com a ambição do clube mais vencedor da história, o Real Madrid. Diversos veículos da imprensa europeia noticiaram o interesse dos espanhóis em Neymar, fato que desagradou Al-Khelaifi:

“É um pouco frustrante, porque não é justo que outros clubes falem com nossos jogadores. Não gosto nada disso e já conversei com o Real Madrid no momento oportuno. Temos uma boa relação e eles respeitam o PSG. Espero que seja verdade.”

A insatisfação de Al-Khelaifi com os vizinhos espanhóis se estende aos questionamentos sobre o compromisso do PSG com o fair play financeiro. Nas últimas temporadas, o clube fez duas contatações “megalomaníacas”, justamente as de Neymar e Mbappé.

“São rumores que vêm principalmente da Espanha e sabemos de onde vêm. Mas não me importa o que dizem, estamos tranquilos. Sabemos que fizemos o correto e cumprimos a lei. Vendemos jogadores por valores recordes. Nos preocupamos apenas com o nosso clube, e espero que nos deixem trabalhar”, pediu.

Poupado

O atacante Neymar foi poupado no Paris Saint-Germain no duelo contra o Saint-Étienne, na tarde desta sexta-feira, pela quinta rodada do Campeonato Francês. O treinador Thomas Tuchel divulgou a lista de relacionados sem o nome do camisa 10, que retornou aos treinos no clube na quinta-feira, após jogar dois amistosos pela seleção brasileira em amistosos nos Estados Unidos.

O treinador já havia indicado que poderia poupar Neymar por conta do fuso horário, da viagem e do pouco intervalo de descanso (menos de 72 horas). O desfalque de Neymar também é uma forma de poupá-lo para o duelo da próxima terça-feira, contra o Liverpool, pela primeira rodada da fase de Grupos da Liga dos Campeões. Suspenso, Mbappé também não joga.

Neymar entrou em campo nos dois jogos do Brasil — contra Estados Unidos e El Salvador –, e somou 170 minutos em campo. Só deixou a time no segundo tempo da goleada de 5 a 0 sobre os salvadorenhos, aos 35 minutos da etapa final.

Deixe seu comentário: