Últimas Notícias > Colunistas > Pelo direito de defesa

O Superior Tribunal de Justiça mantém na prisão o ex-diplomata que foi acusado de agredir atriz

Cristiane Machado filmou agressão para a denúncia. (Foto: Reprodução/Instagram)

O ministro Ribeiro Dantas, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), manteve a prisão preventiva do empresário Sérgio Schiller Thompson-Flores, acusado de agredir sua ex-mulher, a atriz Cristiane Machado. Ele está preso no presídio de Benfica, no Rio de Janeiro, desde novembro, quando se entregou à polícia. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Do sonho ao pesadelo

Quando aceitou casar-se com o empresário Sérgio Thompson-Flores, 59, Cristiane Machado, 35, pensava que viveria um sonho de amor. No entanto, segundo ela, a relação com o marido tornou-se um pesadelo regado a agressões físicas e psicológicas.

“Se ele suspeitasse que alguém sabia de algo, eu correria sérios riscos. Só quem sabia era meu pai, deficiente visual, e minha mãe, deficiente física. Mais ninguém. Ele ficava o tempo todo do meu lado. Eu não podia pedir ajuda. Precisava sobreviver”, afirma.

A atriz instalou câmeras em seu quarto e gravou os episódios. Os vídeos foram exibidos no programa Fantástico, da Globo. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e era considerado foragido desde o dia 31 de outubro.

A advogada de Cristiane, Regina Manssur, diz que não pode comentar o caso. “Além das ações penais, também entrei com um pedido de indenização por danos morais e materiais.”

Rotina

Cristiane disse ao mesmo Fantástico que o marido tentava saber sobre a sua rotina. De acordo com a atriz, Flores ligou para o caseiro para obter informações sobre o que ela fazia.

A defesa de Flores rebate todas as acusações. Segundo os advogados, o ex-diplomata ligou para saber sobre os seus bens e sobre os animais de estimação. Eles também negam que Flores tenha agredido a mulher.

Ex-diplomata se entregou à polícia

A Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) do Estado do Rio de Janeiro confirmou que o ex-diplomata Sergio Schiller Thompson-Flores ingressou no sistema prisional na noite de 25 de novembro.

Agressões

Cristiane Machado — que já atuou em novelas da Globo e da Record e é conhecida por ser a musa brasileira do artista plástico Vik Muniz— já havia detalhado as supostas agressões do marido em entrevistas, que, segundo ela, foram de xingamentos e empurrões a puxões de cabelo, tapas e ameaças de morte, além do cárcere privado.

Sylvio Guerra, advogado da atriz, afirmou que ela sofreu agressões em série. A primeira denúncia foi realizada em 4 de março e resultou numa medida protetiva que proibia Sérgio de manter contato ou ficar a menos de 300 metros de distância de Cristiane. Assim, ele teria que deixar a casa em que vivia com a atriz, no Rio.

Sérgio, no entanto, quebrou a medida e invadiu a residência da atriz. Com imagens gravadas por câmeras escondidas instaladas em seu quarto, a atriz fez a segunda denúncia. “Usando as imagens como prova, requeri a prisão preventiva de Sérgio, que foi acolhida.” afirmou o advogado quando Sérgio ainda estava foragido da polícia e da Justiça e sendo procurado.

Deixe seu comentário: