Últimas Notícias > Colunistas > TRF, Lula e Moro

O técnico do Inter, Odair Hellmann, permanece na França até quinta-feira, onde realiza um estágio de observação no Paris Saint-Germain de seu amigo Neymar

O comandante colorado tem conferido de perto treinos e jogos do clube europeu. (Foto: Divulgação/Internacional)

O técnico do Inter, Odair Hellmann, está em Paris (França), onde confere de perto os trabalhos do PSG (Paris Saint-Germain). Efetivado no cargo para a temporada de 2018 após comandar interinamente o Colorado nas três últimas rodadas da Série B, ele tem acompanhado os treinos e já assistiu ao vivo uma partida da equipe, na vitória de 2 a 0 sobre o Troyes, pelo Campeonato Francês, na quarta-feira passada.

“Eu cheguei de viagem e fui direto para o estádio”, contou Odair no site oficial do Inter. “Foi um duelo de um time propondo o jogo, atacando, enquanto o outro, de linhas muito baixas, jogava no contra-ataque, muito semelhante ao que poderemos encontrar no Gauchão.”

O estágio de observação “in loco” do moderno futebol europeu oferece oportunidades de sobra para Odair buscar subsídios teóricos e práticos para a missão de liderar a casamata do Inter, cujo elenco só se reapresenta no dia 2 de janeiro, após mais de um mês de férias.

A atual sequência de compromissos do PSG inclui três jogos em uma semana, de forma semelhante à rotina do futebol brasileiro ao londo do ano. No último sábado, o clube do atacante Neymar – que intermediou a oportunidade para o treinador do Saci – visitou o Strasbourg e acabou perdendo por 2 a 1. Já nesta próxima quarta-feira, será a vez dos parisienses enfrentarem o Bayern de Munique, na Alemanha, pela Liga dos Campeões.

“Acompanhei o treino regenerativo pós-jogo e também estarei nos treinos preparatórios para os jogos do Campeonato Francês e da Champions League”, frisou. “Nós teremos quatro jogos em sequência no começo do Gauchão, uma rotina semelhante. Isso é interessante para ver a metodologia usada, comparar com o nosso trabalho e buscar outras formas de aprimoramento.”

Aprendizado

Para o profissional, que completa 41 anos em janeiro (e que se tornou amigo de Neymar em 2016, ao atuar como auxiliar do técnico Rogério Micale na Olimpíada do Rio de Janeiro), trata-se de um aprendizado constante. “Eu tenho certeza de que as observações feitas aqui na Europa serão muito válidas para a nossa sequência de trabalho”, projetou. Ele ficará no Velho Continente até quinta-feira.

De volta ao Brasil, Odair permanecerá desta sexta-feira até o dia 17, na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em Teresópolis (RJ). Ele frequentará uma nova etapa do curso de treinadores, consolidando mais um capítulo em sua trajetória de estudioso do esporte.

Deixe seu comentário: