Últimas Notícias > Colunistas > Mala$ do João

Orlando Drummond, o Seu Peru da primeira “Escolinha”, completa 100 anos

Ator e dublador deu voz a personagens icônicos de desenhos infantis, entre eles "Scooby Doo", "Alf, o ETeimoso", "Popeye" e Vingador, de "Caverna do Dragão". (Foto: Divulgação)

Orlando Drummond passou seis anos no ar com uma faixa rosa na cabeça, trejeitos fortes e momentos impagáveis como Seu Peru na primeira versão da “Escolinha do Professor Raimundo”. O ator, dublador e roteirista completou 100 anos nesta sexta-feira (18) com este personagem eternizado, um currículo cheio de sucessos e muito bom humor.

Em postagem em sua rede social no início do mês, ele deu mais uma prova do bom humor e da alegria que o acompanham. Ao da esposa Gloria Drummond, com quem é casado desde 1951, e com duas taças de vinho , comemorou o aniversário de uma de suas bisnetas: “Que alegria chegar aos 100 anos curtindo o aniversário da minha bisneta Mariah ao lado da amada Glória”.

Scoody Doo, Popeye e Alf

Ator e dublador, ele deu voz a personagens icônicos ao longo da carreira: Scooby Doo, “Alf, o ETeimoso”, “Popeye” e Vingador (“Caverna do Dragão”), entre tantos outros.

Ele começou a carreira no rádio e foi a experiência por lá que moldou sua carreira e deu o tom do trabalho com as vozes. À Globonews em 2011, ele explicou o processo de criação das vozes de tantos personagens. “Alf e Popeye eu me inspirei no original. A do Scooby Doo eu criei, foi um processo muito divertido”.

Seu Peru

Consagrado como dublador, Orlando Drummond passou a ter o rosto mais conhecido do público através de Seu Peru. “Antes eu era do rádio e da televisão mas eu não tinha cara. A minha cara era a dos personagens, como o Scooby Doo, o Popeye, o Alf. Quando eu passei a fazer o Seu Peru, as pessoas começaram a falar: ‘é o Seu Peru que faz o Scooby Doo, o Popeye’ e outros tantos personagens que enumerá-los é até difícil.”

Drumond foi homenageado pelos atores da nova versão da “Escolinha” em maio deste ano e causou comoção no set de filmagens. Atual intérprete do Seu Peru, Marcos Caruso não segurou a emoção. “A ideia era homenagearmos quem fez primeiro, e acabou que nós é que fomos homenageados. Ele demonstra que o talento e a obstinação pela profissão não têm idade”, afirmou Caruso.