Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Supremo autoriza Procuradoria-Geral da República a analisar maletas antigrampo apreendidas no Senado em 2016

Pai Paulinho de Xoroquê explica desastres de 2019 e promete ano de Justiça

O babalorixá Paulinho de Xoroquê consultando seus Orixás por meio do oráculo Jogo de Búzios. (Reprodução Facebook @filhosdoase.ogunja.5)

Diversos desastres marcaram esse início de 2019 e as previsões não são boas para o restante do ano. Quem afirma isso é o babalorixá Paulinho de Xoroquê, conhecido líder espiritual de Porto Alegre. Após tragédias como o rompimento da barragem em Brumadinho (MG), a queda do helicóptero que matou o jornalista Ricardo Boechat (SP) e os desabamentos de prédios na comunidade de Muzema (RJ), o O Sul conversou com o religioso, para compreender o que motivou esses acontecimentos, conforme sua crença.

O babalorixá explica que há energias ruins na atmosfera. “Isso está trazendo uma revolta muito grande para a natureza, por isso essas desgraças que vem acontecendo com os próprios elementos da natureza”, esclareceu Paulinho de Xoroquê, citando incidentes com água, fogo, vento e ar.

Causas

Ele assinala ainda que o planeta passa por um “momento de transformação” e afirma que a culpa seria dos atos humanos contra o meio ambiente. “O homem mexeu muito com a natureza e nos trouxe esse ‘revolto’. Tanto é que está até nas pessoas”, disse o babalorixá, destacando, além das grandes tragédias, a frequência de outros problemas. “Está acontecendo muitas coisas negativas e atrapalhações, inclusive essa violência de marido matando mulher, acidentes, jovens se matando”, disse ele.

Justiça

De acordo com as religiões de matriz africana praticadas no Rio Grande do Sul, o ano de 2019 é regido pelos Orixás Xangô e Ogum, o que influenciaria diretamente nos acontecimentos e na efetividade da Justiça contra os responsáveis, segundo o pai de santo. “Esse ano já entrou com esse balanço, principalmente no Brasil”, destacou, complementando: “Por ser um ano de uma justiça divina muito grande, por ser ano de guerreiros, Xango e Ogum, a cobrança vai vir sim, todos serão punidos sim”, confirmou.

Porém, para os próximos meses, o religioso não foi nada otimista. “Até isso acontecer, ainda terá muitas coisas negativas. Até o mês de junho, tem muita coisa para acontecer”, destacou, sem especificar que fatos seriam esses.

Papel dos religiosos

Paulinho de Xoroquê ressaltou que acredita ser importante o papel dos líderes espirituais em um momento como esse. “Todos os sacerdotes, de todas as religiões, estão vendo tudo que está acontecendo e, como lideres espirituais, estão fazendo seu papel de trazer a aproximação da paz, da tranquilidade e do entendimento”, disse o babalorixá, concluindo com um clamor às suas divindades. “Que os Orixás tenham misericordia do mundo por esse momento tão difícil”, pediu o pai de santo.

Deixe seu comentário: