Últimas Notícias > CAD1 > A empresa aérea Latam demitiu um funcionário que aparece em um vídeo constrangendo mulheres na Rússia

Países barram temporariamente carne do Brasil após operação da PF

Temer janta com embaixadores em churrascaria em Brasília (Foto: Reprodução)

A Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos, já repercute no comércio exterior. O Ministério da Agricultura do Chile anunciou nesta segunda-feira (20) que está barrando temporariamente importações de carne do Brasil após o escândalo.

A decisão ocorre após a Coreia do Sul intensificar as fiscalizações de carne de frango importada do Brasil e banir temporariamente as vendas de produtos de frango da BRF, maior produtora de carne de frango do mundo. A BRF diz que não foi notificada da decisão.

Além disso, a Comissão Europeia disse nesta segunda-feira (20) que está monitorando as importações de carne do Brasil e que todas as empresas envolvidas na Operação Carne Fraca podem ter acesso negado ao mercado da União Europeia.

A China também confirmou que suspendeu temporariamente as importações de carne brasileira desde domingo (19).

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) criticou a PF por “erros técnicos” cometidos na Operação Carne Fraca, que levou o presidente Temer a convocar uma reunião de emergência no Palácio do Planalto neste domingo (19). O governo tentou minimizar o caso e rebater os argumentos técnicos da PF. Três pontos foram contestados: o uso de ácido considerado cancerígeno na mistura de alimentos, a utilização de papelão em lotes de frango e de carne de cabeça de porco. (Folhapress)

Deixe seu comentário: