Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Os relógios de computador, TV e celular se adiantaram automaticamente neste domingo duas semanas antes do horário de verão

Países europeus aceitaram menos de 10% dos 160 mil refugiados que haviam prometido acolher

Refugiados sírios chegam a ilha grega de Lesbos após deixar a Turquia. (Foto: Reprodução)

Países europeus aceitaram menos de 10% dos 160 mil refugiados que haviam prometido transferir de centros insalubres na Itália e na Grécia, o que levou a Comissão Europeia a alertar que “não irá aceitar mais desculpas”.

Segundo informações do jornal britânico The Guardian, apenas 13.546 realocações foram feitas até hoje – 3.936 da Itália e 9.610 da Grécia -, o que corresponde a 8% do total previsto no acordo feito em 2015 com o qual a UE (União Europeia) se comprometeu.

Apenas dois países, Malta e Finlândia, cumpriram o programa previsto no pacto, que se encerrará em setembro.

Durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas, o chefe de migração do bloco, Dimitris Avramopoulos, alertou que a violação do acordo por parte de Estados membros pode ter rápidas consequências, incluindo enormes multas diárias.

Ele acrescentou que a obrigação dos países de receber refugiados continuará, mesmo após setembro, descrevendo a medida como um “projeto de lei pendente”. (AE)

Deixe seu comentário: