Últimas Notícias > Notícias > A entrada de uma frente fria no Rio Grande do Sul causa uma queda de temperaturas no início do feriadão de Corpus Christi

Pedido de liberdade do assassino de John Lennon é negado pela nona vez

Mark Chapman foi condenado em 1981 a uma pena entre 20 anos de prisão e prisão perpétua. (Crédito: Reprodução)

O pedido de liberdade de Mark David Chapman, o assassino do ex-beatle John Lennon, foi negado pela nona vez, informaram as autoridades penitenciárias do Estado de Nova York (EUA). Chapman, 61 anos, foi condenado em 1981 a uma pena entre 20 anos de prisão e prisão perpétua. Ele foi classificado como passível de ser libertado a partir de dezembro de 2000 e, desde então, pediu em vão, a cada dois anos, a sua liberdade.

O assassinato do  ex-beatle. 

Chapman matou Lennon na porta do prédio em que o beatle vivia em Nova York, em 8 de dezembro de 1980. Disparou contra ele cinco vezes na frente da esposa, Yoko Ono. O assassino de Lennon cumpre sua condenação na prisão de alta segurança de Wende, em Alden, Estado de Nova York. (AG)

Deixe seu comentário: