Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro disse que a Itália pode contar com ele para a extradição do “terrorista assassino” Cesare Battisti

Pela primeira vez, mais da metade da população mundial usa a internet

Hoje, nas Américas, cerca de 69,6% da população usa internet. (Foto: Reprodução)

Pela primeira vez na história, mais da metade da população mundial usará internet – até o final de 2018, cerca de 3,9 bilhões de pessoas em todo mundo estarão conectados, o que corresponde a 51,2% da população. É o que aponta um relatório da agência da ONU (Organização das Nações Unidas) para informação e comunicação, a UIT, publicado nesta sexta-feira, dia 7.

Até então, 50% da população mundial usava internet. “Isso representa um importante passo rumo a uma sociedade de informação global mais inclusiva” disse Houlin Zhao, secretário geral da UIT, no texto da divulgação do estudo. Entretanto, ele chamou a atenção para o fato de que ainda há muita gente sem acesso à economia digital. “Temos que encorajar mais investimento dos setores público e privado, criar um ambiente favorável à atração de investimentos e apoiar inovação tecnológica e de negócios, para que a revolução digital não deixe ninguém offline”.

O relatório mostra um grande crescimento do uso da internet em países desenvolvidos: a parcela da população conectada passou de 51,3% em 2005 para 80,9% em 2018. Em países em desenvolvimento, essa porcentagem era de 7,7% em 2005 e chegou a 45,3% em 2018. A região que apresentou maior aumento foi a África: de 2,1% em 2005 foi para 24,4% em 2018. Hoje, nas Américas, cerca de 69,6% da população usa internet.

De acordo com o estudo, 96% da população mundial vive em áreas com cobertura de rede de celular e 90% da população pode acessar a internet por meio da conexão 3G ou uma rede de maior velocidade.

Em relação a computadores, a pesquisa mostra que quase metade dos domicílios do mundo tem ao menos um computador. Esse valor por regiões muda bastante: 83,2% dos domicílios de países desenvolvidos tem um computador, sendo que nos países em desenvolvimento essa porcentagem diminui para 36,3%.

Ranking do Brasil

O Brasil amarga a 71ª posição do ranking dos países com maior velocidade de download em dispositivos móveis do mundo e em 99º lugar quando o assunto é velocidade de upload em aparelhos móveis. Apesar disso, o País melhorou suas taxas de velocidade em comparação com o ano passado, com o aumento do investimento das operadoras. As informações são do relatório de testes da SpeedTest que avaliou a velocidade de conexão pelo mundo.

Segundo o relatório, o Brasil tem uma velocidade média de download móvel de 18,50 Mbps, um aumento de 26,8% em relação à medição de 2017. Já a velocidade média de upload é de 7,52 Mbps, um aumento de 27% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

Entre as grandes operadoras que oferecem serviços no País, a Claro é a que tem a melhor conexão de acordo com uma combinação de fatores que considera diversos tipos de velocidade de download e upload na rede do provedor. A Vivo é a segunda operadora mais bem avaliada, seguida da TIM, Oi e Nextel.

Deixe seu comentário: