Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Bitcoin alcança 18 mil dólares em sua estreia no mercado futuro

Pelo segundo dia seguido, clientes do Banco do Brasil reclamaram de problemas em agências, no site e no aplicativo

Houve relato de falhas também no serviço de caixas eletrônico. (Foto: EBC)

Pelo segundo dia consecutivo, clientes do Banco do Brasil em todo o País relataram problemas para acessar os serviços do banco nessa quinta-feira. Em redes sociais, usuários disseram não ter conseguido acessar as suas contas por meio do aplicativo e do site, o que trouxe dificuldades para fazer compras com os cartões do banco e falhas no sistema das agências.

Em nota, a instituição informou que alguns serviços ficaram parcialmente indisponíveis no início da tarde mas foram normalizados pouco depois. Ressaltou, ainda, que “lamenta os eventuais transtornos decorrentes desse problema”. O problema foi atribuído a uma “falha intermitente” nos sistemas da empresa.

Reprise

Na véspera, também houve reclamações de clientes em redes sociais. O banco confirmou que os sistemas da empresa apresentaram uma falha, mas disse que o atendimento havia sido normalizado no começo da tarde de ontem.

“Por uma falha intermitente em nossos sistemas, alguns serviços do Banco do Brasil ficaram parcialmente indisponíveis no final da manhã. O atendimento foi normalizado no início da tarde de quarta-feira. O Banco do Brasil lamenta eventuais transtornos decorrentes desse problema”, informou o banco, por meio de nota.

Bradesco

Na semana passada, clientes do Bradesco enfrentaram problema semelhante. Houve instabilidade na realização de operações e consultas pelo site e aplicativo do banco na quinta-feira. Em um comunicado à imprensa, o banco privado informou na ocasião que “os sistemas do internet banking e de mobile banking” da instituição apresentaram “lentidão em alguns acessos”.

Por meio do Twitter, o Bradesco informou aos clientes, no dia seguinte, que a situação já havia sido normalizada. Em agosto, o acesso aos serviços de internet banking do banco já havia apresentado problema semelhante. A instituição bancária informou, então, que “não houve interrupção de serviços” por causa das oscilações.

Orientação

Problemas com bancos, aliás, são um tema recorrente nos Procons. Na unidade de São Paulo, por exemplo, o item “assuntos financeiros” é vice-campeão de queixas dos consumidores, perdendo apenas para as dores de cabeça com empresas de telefonia.

As principais queixas registradas são cobrança indevida, descumprimento de contrato e problemas com antecipação de financiamento (quando o consumidor pede para adiantar o pagamento do financiamento para pagar menos juros), com crédito consignado e com cálculo da prestação em atraso.

“O tema que recebe mais reclamações mesmo são as transações não reconhecidas seja no cartão de crédito, seja na conta corrente. Uma compra que eu não fiz, um seguro que eu não contratei”, ressalta uma supervisora.

As orientações do Banco Central e do Procon-SP para o cliente com problemas são as mesmas: o primeiro passo é procurar o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da empresa. Se isso não resolver, o caminho é buscar a ouvidoria do próprio banco. Se mesmo assim não der certo, o cidadão deve entrar em contato com o Procon e com o Banco Central. Se tudo falhar, só restará recorrer à Justiça.

Deixe seu comentário: