Sábado, 18 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

Brasil Lula lidera intenções de voto, seguido por Bolsonaro, apontou a pesquisa do Ibope

Levantamento ouviu 2002 eleitores em 142 municípios. (Foto: Arquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil)

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (20) apurou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.

Cenário com Lula

No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado: Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 37%; Jair Bolsonaro (PSL): 18%; Marina Silva (Rede): 6%; Ciro Gomes (PDT): 5%; Geraldo Alckmin (PSDB): 5%; Alvaro Dias (Podemos): 3%; Eymael (DC): 1%; Guilherme Boulos (PSOL): 1%; Henrique Meirelles (MDB): 1%; João Amoêdo (Novo): 1%; Cabo Daciolo (Patriota): 0; Vera (PSTU): 0; João Goulart Filho (PPL): 0; Branco/nulos: 16%; Não sabe/não respondeu: 6%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S.Paulo. É o primeiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Cenário com Haddad

Lula está preso em Curitiba, condenado em segunda instância no caso do triplex no Guarujá. Pela Lei da Ficha Limpa, ele está inelegível.

Por essa razão, a Procuradoria-Geral da República impugnou (questionou) a candidatura.

O caso está sendo analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso e será decidido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) depois de ouvir a defesa de Lula, a favor do registro da candidatura.

Em razão desse quadro jurídico, o Ibope pesquisou outro cenário, com o atual candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad.

Nesse cenário, o resultado seria: Jair Bolsonaro (PSL): 20%; Marina Silva (Rede): 12%; Ciro Gomes (PDT): 9%; Geraldo Alckmin (PSDB): 7%; Fernando Haddad (PT): 4%; Alvaro Dias (Podemos): 3%; Eymael (DC): 1%; Guilherme Boulos (PSOL): 1%; Henrique Meirelles (MDB): 1%; João Amoêdo (Novo): 1%; Cabo Daciolo (Patriota): 1%; Vera (PSTU): 1%; João Goulart Filho (PPL): 1%; Branco/nulos: 29%; Não sabe/não respondeu: 9%.

Sobre a pesquisa

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 2002 eleitores em 142 municípios.

A realização da pesquisa foi durante os dias 17 a 19 de agosto e foi registrada no TSE sob o protocolo nº BR‐01665/2018.

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro; 0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

Cenário mais provável

Como Lula foi condenado em segunda instância e está preso por corrupção e lavagem de dinheiro, é candidato apenas do ponto de vista formal. Essa situação pode ser alterada a qualquer momento pela Justiça Eleitoral. Ou seja, o cenário mais provável da corrida eleitoral é aquele em que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad figura como candidato do PT.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Roraima quer discutir com os Estados a redistribuição de venezuelanos
Em resposta a um deputado, a Alemanha disse que não está preparada para a vinda de ETs e que o contato é improvável
Deixe seu comentário
Pode te interessar