Últimas Notícias > Bem-Estar > Nova etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda

PF cumpre mandados contra grupo que planejava atentado contra policiais federais

Declarações de Bolsonaro irritaram integrantes da PF que rejeitam interferência política na corporação. (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (22) a Operação Praesidium, com o objetivo de desarticular um grupo criminoso investigado por planejar atentado contra policiais federais que atuam na região. Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Santa Vitória do Palmar e na Penitenciária de Rio Grande. Cerca de 30 policiais federais e agentes da Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários) participaram da ação.

Até o meio da manhã, uma pessoa tinha sido detida por posse ilegal de arma de fogo. O nome do preso não foi divulgado.

Em julho deste ano, a PF instaurou inquérito após receber informações que indicavam envolvimento entre um detento da Penitenciária de Rio Grande e pessoas de Santa Vitória do Palmar para cometer atentado contra policiais federais que atuam no combate ao tráfico de drogas.

Conforme a PF, a ação criminosa seria uma represália às operações Anjos na Praia e Strike, ocorridas entre 2016 e 2019, que apreenderam cerca de 3 toneladas de entorpecentes e prenderam mais de 100 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas na região.

O nome da operação corresponde à palavra latina que significa “proteção” e da qual também se originou a palavra “presídio”. O termo escolhido, Praesidium, remete à necessidade de proteção de todos os envolvidos no combate à criminalidade e ao compromisso institucional de proteger a integridade de seus servidores.