Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
30°
Fair

Brasil A Polícia Federal prendeu um ex-presidente da Valec por desvios de dinheiro na obra da rodovia Norte-Sul

"Juquinha" já foi condenado à prisão, mas aguarda recurso em liberdade. (Foto: EBC)

Em um desdobramento da Operação De Volta aos Trilhos (vinculada à força-tarefa da Lava-Jato), nessa sexta-feira a PF (Polícia Federal) prendeu o ex-presidente da estatal Valec Engenharia José Francisco das Neves, o “Juquinha”.

A medida havia sido solicitada pelo MPF ( Ministério Público Federal) em Goiás e negada pela Justiça. Após a deflagração da Operação, no dia 25 do mês passado, os procuradores reapresentaram o pedido, que foi então atendido.

As investigações têm por base acordos de colaboração premiada assinados com ao MPF por executivos das construtoras Camargo Corrêa e da Andrade Gutierrez, que confessaram o pagamento de propina ao então presidente da Valec.

A apuração realizada pela PF em Goiás também levou à localização de parte do patrimônio ilícito mantido oculto em nome de terceiros, que atuavam como “laranjas”. De acordo com outros investigados, Juquinha sempre esteve pessoalmente presente e atuante em todos os atos de ocultação e dissimulação do patrimônio ilícito.

Condenação

José Francisco das Neves e o seu filho já haviam sido condenados na ação penal nº 18.114-41.2013.4.01.3500, no âmbito da Operação Trem Pagador. As suas sentenças, respectivamente, foram definidas em dez e sete anos de prisão, por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, prática de cartel, fraudes em licitações, peculato e corrupção.

Os crimes foram praticados nas obras de construção da Ferrovia Norte-Sul, praticados por Juquinha quando presidiu a empresa pública. Ambos os réus aguardavam o julgamento de seus recursos em liberdade.

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário
Pode te interessar