Últimas Notícias > Colunistas > Da arte da espada

A Polícia Rodoviária Federal registrou em todo País 249 acidentes com 87 mortes no feriado de carnaval

Foram autuados 1.497 motoristas por embriaguez ao volante, 22% menos do que em 2017. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou 249 acidentes graves e 87 óbitos nas rodovias federais do País desde a última sexta-feira (9). O balanço parcial da Operação Carnaval 2018 foi divulgado nesta quarta-feira (14) pelo órgão. Os números são menores que os do ano passado, quando foram registrados 309 acidentes graves e 131 óbitos até a terça-feira de carnaval.

A operação segue até a meia-noite desta quarta com o reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais, aqueles que registram maior incidência de acidentes e de flagrantes de condutas irregulares. O balanço final da Operação Carnaval será divulgado na quinta-feira (15).

Até 0h de terça (13), as equipes da PRF fiscalizaram 144 mil veículos, com o objetivo de verificar as principais condutas irregulares – ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção, e falta de equipamentos de segurança. Foram autuados 1.497 motoristas por embriaguez ao volante, número 22% menor do que no mesmo período do ano passado, quando foram flagrados 1.914 motoristas embriagados até a terça-feira de carnaval.

“Outro comportamento perigoso para os que estão nas rodovias e que ainda persiste é a ultrapassagem irregular, quer seja em locais proibidos ou em situações que não há possibilidades de ultrapassagem segura”, informou a PRF, em nota.

Até meia-noite de terça foram registradas 8.109 autuações por ultrapassagens irregulares, número 17% menor do que ano passado, “mas que ainda mostra uma frequência muito grande de um comportamento que pode definir a ocorrência de um dos acidentes mais letais, que é a colisão frontal”. A Operação Carnaval 2018 é mais uma etapa da Operação RodoVida, que começou no dia 22 de dezembro de 2017 e se encerrará no dia 18 de fevereiro.

Deixe seu comentário: