Domingo, 15 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
30°
Fair

Capa – Caderno 1 A Polícia Civil identifica os criminosos responsáveis por assassinar um policial em Porto Alegre

Promoção automática para servidores de nível médio que ingressaram antes de 24/7/2017 e atinjam aposentadoria até final de 2019. (Foto: Arquivo/BM)

A Polícia Civil prendeu os responsáveis pela morte do policial Gustavo de Azevedo Barbosa Júnior, 26 anos, atingido por um tiro na Praça Guia Lopes. Ele chegou a passar por atendimento no Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas não resistiu ao ferimento.

Por volta das 3h15min de quarta-feira (10) o soldado da Brigada Militar (BM) foi morto com um tiro na cabeça durante confronto próximo à Avenida Teresópolis, na zona sul de Porto Alegre. Ele e outro agente da brigada haviam feito uma abordagem a criminosos que estavam em um carro roubado.

Após o crime, três homens fugiram a pé e deixaram o veículo no local. Uma mulher, de 23 anos, que supostamente estaria com o trio, foi levada para prestar depoimento. A Polícia Civil analisa imagens de câmeras de segurança que teriam registrado o momento da ação. O carro havia sido roubado na terça-feira (9), na Rua Álvaro Guterres.

O governador do estado, Eduardo Leite, e o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr., lamentaram a situação via rede social.

“Acabo de tomar conhecimento da morte, em confronto ao interceptar veículo roubado, do soldado Gustavo Barbosa Junior, em Porto Alegre. Com tristeza, apresento minha solidariedade à sua família e aos seus colegas da nossa valorosa Brigada. Os criminosos não ficarão impunes”, disse Eduardo Leite.

“Mais um dia amanhece cinzento e triste após tomar conhecimento da morte, em confronto ao interceptar veículo roubado, do jovem soldado Gustavo Barbosa Junior. É com muito pesar que presto minhas condolências à família. Que Deus abençoe os policiais gaúchos”, afirmou Marchezan no Twitter.

A Brigada Militar também fez um pronunciamento oficial:

“A Brigada Militar amanhece enlutada mais uma vez. Na madrugada fria dessa quarta-feira (10/7), mais um policial militar entrega a vida cumprindo seu dever. Após confronto com criminosos, que estavam em um carro roubado, na zona Sul da Capital, o soldado Gustavo de Azevedo Barbosa Junior de 26 anos foi atingido por disparo de arma de fogo. Foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) mas não resistiu aos ferimentos. O Policial Militar atuava no 1º Batalhão de Polícia Militar. A tropa que ainda tenta se recuperar da perda de colegas no final do mês passado, amanhece com o peito vazio novamente.”

Outra nota divulgada em pesar foi dos Delegados de Polícia do RS:

“Os Delegados de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul, por sua entidade de classe, manifestam seu profundo pesar pela morte em serviço do Policial Militar GUSTAVO DE AZEVEDO BARBOSA JÚNIOR, de 26 anos, ocorrida nesta madrugada, irmanando-se às entidades de classe da Brigada Militar e aos familiares dos falecidos, nesse momento de extrema dor. Embora seja da essência da missão de todo policial colocar sua vida em risco na defesa da sociedade, isso não diminui nosso sentimento de perda e luto quando algum de nós tomba no cumprimento do dever.”

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Compartilhe esta notícia:

Saiba quem são os novos diretores do Banrisul, que tomaram posse nessa quarta-feira
Aprovado texto-base da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados
Deixe seu comentário
Pode te interessar