Home > Notícias > Brasil > Começam as inscrições para o Prêmio Petrobras de Jornalismo

Portas fechadas

Se conseguir dinheiro para as campanhas do ano passado já foi difícil, tesoureiros dos partidos avaliam que em 2018 ficará pior. Alguns chegaram a quebrar os dedos de tanto bater em portas que não se abriram.
Pelo fato de serem eleições de muito mais projeção, os holofotes vão recair fortemente sobre os financiadores. A grande maioria quer ficar fora para não se incomodar. Será a decisão mais inteligente.

JOGO DE XADREZ

Toda a vez que o governador José Sartori faz um pronunciamento, fica subentendida a mensagem: paciência, tenham paciência.
A pergunta: até quando?

PULO À CAPITAL

Comitiva de deputados estaduais irá terça-feira a Brasília pressionar no sentido de obter melhores condições de renegociação da dívida com a União. A sessão plenária da Assembleia, desde já, fica cancelada, dando ao Executivo mais tempo para tentar aprovar o que resta do pacotão.

RESISTENTE

Em dezembro do ano passado, muitos achavam que o secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes, assumiria sua vaga na Câmara dos Deputados, porque não suportaria a batata assando em suas mãos. Este mês, decidiu usar luvas de amianto e continuar firme, pilotando o fogão das finanças do Estado.

DISTÂNCIA

Em 1991, encerrada a greve do magistério, o secretário estadual Orion Cabral ofereceu uma sala no prédio da Fazenda para que as lideranças da categoria acompanhassem o ingresso da receita mensal e a destinação para as despesas. O objetivo era fazer uma radiografia em conjunto para buscar soluções.
Os convidados jamais apareceram.

MEMÓRIA CURTA

Faltam cinco anos para o bicentenário da Independência do Brasil. Tempo suficiente para organizar as comemorações.
Em 1989, quase todo o governo brasileiro se deslocou a Paris para as festas dos 200 anos da Queda da Bastilha, aproveitando a boca livre. Passagens e estadias pagas por nós. Em 1992, ano do bicentenário da morte de Tiradentes, pouco ou quase nada foi assinalado.

O PREFERIDO

A 10 de março de 2007, houve o anúncio de que o deputado Michel Temer permaneceria por mais dois anos na presidência nacional do PMDB. Era a quarta recondução ao cargo.
Conhece todos os meandros do partido que está no poder desde a redemocratização.

RÁPIDAS

* Quando a União diz que não pagará ao Rio Grande do Sul os 46 bilhões de reais da Lei Kandir, manda recado aos devedores de impostos: façam o mesmo conosco.

* O PTB cogita lançar o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, como candidato ao governo do Estado ou a vice numa chapa que venha a apoiar.

* A Democracia, por si só, não é antídoto à corrupção.

* Bertold Brecht: “Não há pior analfabeto do que o analfabeto político.

* Mesmo desgastada com as enrolações, a maioria dos eleitores ainda aguarda por um País igualitário, justo e viável.

* O Congresso Nacional anda confuso: não sabe se julga desvios de conduta ou condutas de desvios?

* À medida que as chamas sobem na vida pública, aumenta o número de personagens alfandegários: nada têm a declarar.

Comentários

Notícias Relacionadas: