Últimas Notícias > Capa – Você viu > Confira a programação de shows com entrada franca durante os nove dias de Expointer

Porto Alegre é a capital brasileira mais bem colocada no ranking das “Cidades Amigas da Internet”

Capital gaúcha subiu da 80ª para a 4ª posição na lista. (Foto: Reprodução)

Durante evento em Brasília, a cidade de Porto Alegre foi reconhecida como a capital brasileira melhor colocada e que subiu mais posições no Ranking “Cidades Amigas da Internet”, edição 2019. A premiação, promovida pela Telebrasil (Associação Brasileira de Telecomunicações), ocorreu na abertura do 63º Painel Telebrasil, na manhã dessa terça-feira.

No ano passado, a cidade estava em 80º lugar entre os 100 maiores municípios nesse quesito e subiu agora para nada menos que a quarta colocação, o que evidencia uma qualificação considerável na forma como é avaliada por esse critério. Em 2016 e 2017, ocupava a 69ª e 92ª posições, respectivamente.

A honraria foi entregue ao prefeito Nelson Marchezan Júnior, que em dezembro do ano passado sancionou a nova lei das antenas, elogiada pelo Sinditelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal) como a melhor norma legal de infraestrutura em todo o País.

Trata-se de “um conjunto de regramentos moderno e completo que desburocratiza o sistema e melhora a base tecnológica da cidade”, reiterou a administração municipal ao comemorar o feito. “Regulamentada pelo Decreto 20.215/2019, a Lei Complementar 838/2018 adequou a legislação ao regramento federal e inovou trazendo o instituto do autolicenciamento para a instalação das antenas por parte das empresas de telefonia.”

“Com a medida, Porto Alegre dá um grande passo no caminho das Cidades Inteligentes, desburocratizando o processo de licenciamento e permitindo que a cidade possa receber os investimentos em infraestrutura necessários para melhoramento e ampliação dos sinais de internet e telefonia”, prosseguiu o texto postado no site oficial da prefeitura.

Após a premiação, Marchezan participou do painel “Políticas Públicas e Estratégias para as Cidades Inteligentes”, juntamente com o deputado federal Vitor Lippi (PSDB-SP), membro da Frente Parlamentar das Cidades Inteligentes e Humanas, bem como do prefeito de Uberlândia (MG), Odelmo Leão, do conselheiro da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) Anibal Diniz, e de representantes do setor privado.

Debates

O 63º Painel Telebrasil prossegue até esta quinta-feira, reunindo líderes e autoridades do setor de telecomunicações. Na pauta, a transformação digital das cidades brasileiras, seus impactos diretos na qualidade de vida da população e a transformação da economia e dos serviços públicos por meio dessa evolução.

Dados oficiais apontam que as telecomunicações movimentam anualmente R$ 240 bilhões no Brasil, o que equivale a 4% do PIB (Produto Interno Bruto) do País. Os investimentos giram em torno de R$ 30 bilhões e a arrecadação anual de tributos ultrapassa R$ 60 bilhões.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: