Últimas Notícias > Notas Mundo > Polícia alemã prende 3 suspeitos de planejar ataque a bomba

Prazo para eliminar barragens como a de Brumadinho é ampliado



O rompimento da barragem provocou 249 mortes e poluiu o Rio Paraopeba. (Foto: Divulgação)

Foi realizada, na última segunda-feira (13), uma reunião com a Emicon Mineração e Terraplanagem, empresa responsável pela estrutura da barragem de Brumadinho. Em reunião, foram cobradas medidas como avaliação técnica e um plano de evacuação da população, para evitar que uma nova tragédia aconteça.

A reunião contou com representantes do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), da Agência Nacional de Mineração (ANM), além da Defesa Civil de Minas Geral e das polícias Civil, Militar e Ambiental. A ANM ampliou para até 2027 o prazo para eliminação das barragens montantes, como as que se romperam em Brumadinho e Mariana, em Minas Gerais.

Anteriormente, a data final seria 15 de agosto de 2021. Com a resolução, barragens com volume de até 12 milhões de metros cúbicos terão prazo final para setembro de 2022; com 30 milhões de metros cúbicos prazo será até setembro de 2025; e para estruturas maiores o prazo foi prolongado para setembro de 2027. A ANM também tornou obrigatório o monitoramento em tempo real e durante 24 horas para todas as barragens que apresentam dano potencial.

A tragédia de Brumadinho ocorreu no dia 25 de janeiro deste ano, deixando 248 mortos e 22 desaparecidos.