Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Carro no Brasil terá 13 novos itens obrigatórios de segurança; veja quais

A prefeitura de Porto Alegre exonerou um funcionário acusado de estupro

O prejuízo identificado até o momento é de R$ 410 mil. (Foto: Banco de Dados)

A PF (Polícia Federal) prendeu em flagrante, na madrugada de segunda-feira, um funcionário público da prefeitura de Porto Alegre (cargo em comissão) por estupro de vulnerável. A informação foi divulgada pela PF nessa quarta-feira.

Em nota, a PF relatou que a mãe da menina, de seis anos de idade, contou que “o ato libidinoso teria ocorrido durante voo entre Guarulhos (SP) e Porto Alegre, enquanto a criança dormia”. A mãe percebeu o abuso e acionou a tripulação do voo, que comunicou o fato à Polícia Federal.

 Segundo a PF, o homem é do Rio de Janeiro, tem 49 anos e já trabalhou como professor de português em escolas de Porto Alegre. Ele está preso na Superintendência da PF em Porto Alegre, à disposição da Justiça Federal.
Exoneração
“A prefeitura de Porto Alegre comunica a exoneração do servidor preso pela Polícia Federal na madrugada da última segunda-feira”, diz a nota da prefeitura.
Outros casos 
A Polícia Civil, por meio de Delegacia de Polícia de Cacequi, prendeu na tarde dessa quarta-feira, um homem de 27 anos, por crime contra a dignidade sexual, em Cacequi. A ação foi decorrente do cumprimento de mandado de prisão definitiva. O indivíduo sofreu condenação pela prática do crime de estupro de vulnerável ocorrido no ano de 2012.
Também nessa quarta-feira, a Polícia Civil em Santo Cristo, prendeu preventivamente um suspeito de crimes sexuais contra crianças e adolescentes em Santo Cristo. O preso, de 51 anos, é motorista do transporte escolar no município e é investigado por diversos atos que atentam à dignidade sexual das crianças e adolescentes.
Em Tapes, a polícia  prendeu preventivamente suspeito de estupro de vulnerável em Tapes. As vítimas foram três irmãs, de 10,13 e 15 anos. Além disso, as investigações comprovaram que ele ainda abusou de uma das tias das vítimas, atualmente maior de idade, durante a infância.
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, prendeu um foragido que tinha um mandado de prisão condenatória por estupro e outros crimes. A prisão aconteceu na rua João Brandão, no bairro São José, em Camaquã.
Na terça-feira, a Polícia Civil em Barros Cassal, prendeu suspeito, 39 anos, por tentativa de estupro em Barros Cassal. Segundo o delegado Jader Ribeiro Duarte, responsável pela investigação, o crime ocorreu no ano de 2011.

Um homem de 57 anos foi preso dentro de uma igreja em Jauru, a 463 quilômetros de Cuiabá (Mato Grosso), suspeito de praticar estupro contra vulnerável.  De acordo com a Polícia Civil, Sebastião Luiz do Nascimento tinha um mandado de prisão decretado pela Justiça. Além do estupro, Sebastião responde por coação no curso da investigação. Segundo a Polícia Civil, ele pressionou a vítima e uma testemunha a negar o caso quando fossem ouvidas.

Deixe seu comentário: