Sábado, 18 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Brasil Presidente do PSG diz que irá “proteger” Neymar, mas clube retira itens do jogador da loja oficial

Pelas ruas de Paris, muitos preferem que ele vá embora, e mesmo quem torce por sua permanência tem um pé atrás. (Foto: Reprodução/Instagram)

A relação entre Neymar e o Paris Saint-Germain está claramente abalada. Com os protestos feitos pelos Ultras — torcida organizada do clube francês —, a preocupação do PSG em não estar ligado à figura de Neymar, até que o atleta decida seu futuro, é grande. No encerramento do jogo, o técnico do time, Thomas Tuchel, comentou sobre a reação da torcida: “É difícil falar sobre isso. Eu vi agora no smartphone de um amigo. Eu não entendi durante o jogo. É assim na nossa vida, as emoções são graves e estão aí. Só que ele ainda é meu jogador e vou protegê-lo. Compreendo que nem todo mundo o apoie, mas devemos encontrar outro nível para expor nossas emoções”.

Apesar do comandante da equipe defender Neymar, com a iminente ida do atleta ao futebol espanhol, os itens de Neymar foram retirados das lojas oficiais do clube. No espaço, o pouco que restou do brasileiro foi um banner que exibe suas chuteiras. A Nike, que é a a marca que fornece material esportivo ao jogador, também patrocina o PSG.

Com propostas do Barcelona e Real Madrid, Neymar tem até o dia 2 de setembro para decidir seu destino.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Ministério da Infraestrutura realiza leilão de áreas portuárias
Comissão para avaliar data de eleições da Venezuela é criada pela Assembleia Constituinte 
Deixe seu comentário
Pode te interessar