Últimas Notícias > Capa – Destaques > Domingo será de sol e calor; clima traz chuva e vento ao estado

Presidente Jair Bolsonaro pede ajuda de seguidores para pressionar Senado a manter decreto de armas

Em maio, Bolsonaro estabeleceu prazo de dois meses para o secretário especial da Receita Federal atender a solicitações de parlamentares que contestam multas cobradas de entidades religiosas. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pediu apoio de seus seguidores nas redes sociais para pressionar os senadores a rejeitarem projetos que anulam o decreto de flexibilização da posse e do porte de armas. Os PDLs — projetos de decreto legislativo — que tentam derrubar o decreto assinado por Bolsonaro foram aprovados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado na última quarta-feira (12), e devem ser votados no plenário da Casa nesta terça (18).

Bolsonaro já havia criticado, durante transmissão ao vivo em sua página no Facebook, a decisão da CCJ de rejeitar a iniciativa do Executivo. “Quem está perdendo não sou eu não. Eu tenho porte de arma porque eu sou capitão do Exército. Quem está perdendo é o povo que quer arma”, concluiu.

 

Deixe seu comentário: