Últimas Notícias > CAD1 > Twitter, Facebook e WhatsApp não responderam as principais perguntas sobre as eleições

Pressão nas despesas de 2019 chega ao governo do RS

Senadores aprovaram reajuste que aumenta despesas. (Foto: Divulgação)

O reajuste para os ministros do STF, aprovado pelo Senado Federal, pode ter sido uma retaliação ao presidente eleito Jair Bolsonaro – os votos decisivos foram dados por senadores não reeleitos, ou integrantes da oposição – cujo futuro ministro da economia, Paulo Guedes, havia sugerido dias antes, uma ”prensa” no Congresso.

Custos chegam ao Estado

O efeito cascata do aumento do teto do funcionalismo, que passa de R$ 33,7 mil, e passará a ser de R$ 39,2 mil afetará as despesas com pessoal nos três poderes do Rio Grande do Sul. Judiciário, Legislativo, Ministério Público, Tribunal Militar e Tribunal de Contas aplicarão o novo teto, e os servidores públicos que recebem acima do atual, terão liberados os valores do novo teto. No País, a repercussão é estimada em mais R$ 4,3 bilhões.

Deputados estaduais

Os deputados estaduais gaúchos, que recebem R$ 25.322,00 por mês, já articulam um aumento nos seus salários.

Vai dar o que falar

A decisão do Tribunal de Contas do Estado de aprovar a indenização da vantagem da Licença Prêmio e a retroatividade da Unidade Real de Valor para todos os funcionários da Corte vai gerar uma conta milionária para os contribuintes gaúchos. A sessão foi secreta.

Quem vai para o Exército

Persiste a dúvida sobre quem comandará o Exército na gestão de Jair Bolsonaro: Edson Pujol ou Antônio Miotto? O general Pujol já comandou o CMS (Comando Militar do Sul). Miotto é o atual comandante.

Tiro pela culatra

Derrotado na pressão que fez junto ao presidente eleito para emplacar o nome do deputado gaúcho Jerônimo Goergen no cargo de Ministro da Agricultura, o presidente da UDR, Habhan Garcia, tem poupado Jair Bolsonaro, mas faz duras críticas ao articulador politico do novo governo, Onyx Lorenzoni.

Elogio de Blairo Maggi

Em mensagem que enviou enviada de Dubai (Emirados Árabes), o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, elogiou a indicação de Tereza Cristina para sucedê-lo. Disse que se sentia “muito feliz” com a escolha feita pelo novo governo.

 

Deixe seu comentário: