Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Geral Primeiro-ministro islandês renuncia após escândalo “Panama Papers”

O primeiro-ministro possuía 50% da empresa offshore até o fim de 2009. (Foto: Reprodução)

O primeiro-ministro islandês, Sigmundur David Gunnlaugsson, renunciou ao cargo nesta terça-feira (5) após ter seu nome citado no escândalo “Panama Papers”.

A decisão foi adotada em uma reunião de seu partido. A renúncia aconteceu horas depois de ele ter pedido a dissolução do Parlamento ao presidente do país, Olafur Ragnar Grimsson.

Na segunda-feira, milhares de pessoas protestaram em frente ao parlamento de Reykjavik para exigir a renúncia do primeiro-ministro após as revelações de que Gunnlaugsson manteve com sua esposa uma empresa em um paraíso fiscal.

De acordo com os documentos publicados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, o primeiro-ministro possuía 50% da empresa offshore até o fim de 2009. Mas, quando foi eleito deputado pela primeira vez, em abril de 2009, ele omitiu a participação em sua declaração de patrimônio.

Ter offshore não é ilegal desde que ela seja declarada às autoridades competentes.

A oposição de esquerda exigia a renúncia do primeiro-ministro depois que a investigação revelou a existência de uma offshore criada por sua esposa nas Ilhas Virgens britânicas em 2007 para administrar sua fortuna. (AG)

Todas de Geral

Compartilhe esta notícia:

Professora processa a Universidade Columbia após escândalo sexual
Professora é morta a facadas pelo ex-namorado, um dia após terminar o namoro
Deixe seu comentário
Pode te interessar