Últimas Notícias > Notícias > Mundo > Manifestantes são dispersados com gás lacrimogêneo em Hong Kong em novo dia de protestos

Procedimento estético não invasivo para a redução de gordura faz sucesso entre as mulheres

A criolipólise tem ganhado fama pelas suas vantagens e eficácia. (Foto: Reprodução)

O mercado da estética não para de crescer. Entre 2010 e 2015, o número de registros de microempreendedores individuais (MEIs) nessa área teve um incremento de 567%, passando de 72.309 para 482.455 em janeiro de 2016, segundo dados do Sebrae.

Os tratamentos estéticos para redução de peso e medidas são inúmeros. Entre os métodos, é possível encontrar técnicas cirúrgicas, como a lipoaspiração e redução de estômago, que envolve cirurgia, ou mesmo optar por procedimentos não invasivos, ou seja, sem corte. Um desses métodos é a criolipólise. Entre os métodos atualmente mais escolhidos para o tratamento de redução de gordura localizada, a criolipólise tem ganhado fama pelas suas vantagens e eficácia.

Por conta disso, o mercado das clínicas de estética não para de crescer. A todo momento surgem novos tratamentos e aparelhos de estética. E, para revolucionar este mercado, pesquisadores da Universidade de Harvard desenvolveram uma técnica que utiliza baixas temperaturas para reduzir a gordura localizada, a criolipólise. O procedimento é feito com a ajuda de um aparelho específico que se ajusta perfeitamente às diferentes áreas do corpo. O resfriamento intenso e controlado das células de gordura elimina as células adiposas de maneira natural. O aparelho de criolipólise vai agir de maneira a congelar as células de gordura, sendo que elas são mais sensíveis a baixas temperaturas. O aparelho pode chegar até -7°C agindo na área desejada. Congelando os adipócitos (células de gordura) eles irão se desfazer e posteriormente ser expelidos de forma orgânica.

O resfriamento controlado age danificando seletivamente as células de gordura sem causar nenhum dano a nervos, músculos ou qualquer outra estrutura. A escolha deste tratamento é indicada para pacientes que estejam em busca de algo não invasivo e a curto prazo. No entanto, é importante ressaltar que a criolipólise só é indicada para situações de gordura localizada, não servindo para tratar casos de sobrepeso e obesidade. Portanto, o aparelho de criolipólise não é um tratamento para emagrecimento, seu foco é a gordura localizada.

A criolipólise só pode ser feita em algumas áreas do corpo. Mas ela não é indicada para o tratamento na área do rosto porque o aplicador dos aparelhos ainda não possui ponteiras que se adaptem bem a essa região. O procedimento pode ter alguns pequenos efeitos colaterais. A região tratada pode ficar dolorida e, às vezes, podem surgir hematomas. Esses sintomas podem ser tratados com analgésicos e com o tempo desaparecem.

Quanto ao tempo dos procedimentos, isto vai depender da região a ser tratada. Mas pode durar uma hora ou mais. Uma sessão de criolipólise pode eliminar até 4cm de gordura localizada, o que corresponde a 44% de gordura. O intervalo entre uma sessão e outro deve ser de pelo menos 2 meses.

Ainda que esse não seja um procedimento invasivo, pois não se trata de um procedimento cirúrgico, ele requer profissionais experientes e aparelhos de última geração. O uso incorreto dos aparelhos utilizados neste procedimento pode culminar em danos à saúde do paciente. Um dos mais confiáveis é comercializado pela revendedora HSMed, é o Polarys da Ibramed. É importante ter em mente que a saúde está em primeiro lugar e que todo procedimento estético ainda que não seja invasivo é delicado e exige profissionais experientes e recursos de ponta que devem ter sido testados e liberados pelos órgãos de saúde responsáveis.

Modalidades de Criolipólise

É possível quatro modalidades distintas: criolipólise comum, criolipólise de contraste, criolipólise de reperfusão e criolipólise de reparo. Nos modelos comuns, as células de gordura são congeladas e absorvidas, antes de serem metabolizadas pelo organismo. Já técnica de contraste consiste em aquecimento, resfriamento e reaquecimento, de forma a melhorar sua eliminação e acelerar o processo de modelagem. Na criolipólise de reperfusão, após o processo de resfriamento, é incluso um período de aquecimento, como uma forma de recuperação do tecido. Quanto à criolipólise de reparo, o processo de aquecimento é incluso no início do procedimento, de forma a aumentar a maleabilidade do tecido antes da exposição ao resfriamento e sucção.

Indicações

A técnica pode ser feita em diversas partes do corpo visando eliminar a gordura localizada. É o tratamento ideal para quem busca resultados rápidos e eficazes. Ela pode eliminar aquelas gordurinhas mais difíceis de combater com dietas e exercícios físicos, então é uma boa escolha para complementar a dieta e os exercícios aeróbicos.

A criolipólise pode ser feita nas regiões do corpo onda há concentração de gordura e que se adaptem às ponteiras. As áreas mais indicadas são: o abdômen, flancos, braços, região interna das coxas e região externa das coxas.

Contraindicações

Existem algumas situações em que o procedimento não é indicado. Por exemplo, em casos de pacientes com sobrepeso, uma vez que o tratamento é voltado para a eliminação da gordura localizada e não para emagrecimento.

O tratamento também não é recomendado para pessoas que apresentem hipersensibilidade ao frio (crioglobulinemia), urticária, hérnia local, infecções de pele e gestantes. Do mesmo modo, não é indicado para quem passou recentemente por uma cirurgia ou alguém que possua marcapasso cardíaco.

Resultados

Já na primeira sessão é possível perceber a redução de medida da área tratada por conta da redução do tamanho das células de gordura depois de congeladas. O sistema linfático vai eliminando aos poucos essas células e o resultado melhora com o passar dos dias. Alguns estudos indicam que a redução de medidas da área tratada por chegar de 20% a 25%, mas o resultado pode variar de pessoa para pessoa.

Deixe seu comentário: