Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Regimento Bento Gonçalves, em Porto Alegre, realizará a 59ª edição do Festival Hípico Noturno, entre os próximos dias 22 e 25

Procon divulga pesquisa de preço do gás de cozinha em Porto Alegre

O menor preço encontrado para os botijões P13, sem tele-entrega, foi de R$ 59,90. (Foto: Divulgação/PMPA)

O Procon Porto Alegre divulgou nesta quinta-feira (12) uma pesquisa de preço do gás de cozinha na Capital. Foram pesquisados 50 estabelecimentos. O menor preço encontrado para os botijões P13, sem tele-entrega, foi de R$ 59,90, e o maior foi de R$ 75. A diferença entre o preço mais baixo e o mais alto é de 25,2%.

Para os botijões P13, com tele-entrega, os valores variam de R$ 65 a R$ 84,90. Já o P45 com tele-entrega custa de R$ 230 a R$ 350 e sem tele-entrega varia de R$ 260 a R$290. Durante a greve dos caminhoneiros ocorrida no mês de maio, os valores praticados mais baixos foram de R$ 58 (P13) e R$ 260 (P45).

O Procon Porto Alegre aconselha que os consumidores optem por locais que ofereçam garantia do produto, devendo exigir a nota fiscal. Em casos nos quais não é encontrado adesivo ou selo indicando a regularização do produto, é possível denunciar o estabelecimento, bem como em casos de adulterações no botijão, falta de lacre sobre a válvula e diferença com os preços apontados na pesquisa.

Reclamações

Moradores de Porto Alegre podem registrar queixas pelo site do Procon ou na sede da rua dos Andradas, 686, no Centro Histórico. São distribuídas diariamente 90 fichas de atendimento, das 9h às 17h. O Procon Municipal também disponibiliza para a população uma loja no terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em funcionamento das 12h às 18h. O Procon Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Dívidas

O Procon Porto Alegre, em parceria com a Pucrs (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), realizará, no dia 25 deste mês, das 9h às 17h, no sétimo andar do prédio 50 da universidade, o 3º Mutirão de Renegociação de Dívidas junto a diversas instituições financeiras.

Além do órgão municipal, o evento é promovido pela Escola de Direito e de Finanças da universidade, pelo Grupo de Estudos Superendividamento e pelo Balcão do Consumidor da instituição de ensino. Para participar, o consumidor deverá levar documento de identidade, comprovante de residência, documentos de pagamentos já realizados e contratos firmados junto aos bancos.

Já confirmaram presença no mutirão representantes dos bancos Agiplan, Caixa Econômica Federal, Itaú, Santander e Banrisul. Entretanto, a tendência é de que na próxima semana outras instituições financeiras confirmem a sua participação. Além disso, no mutirão os especialistas auxiliarão o consumidor a renegociar dívidas com empresas que participam do portal consumidor.gov.br, ainda que estas não estejam presentes fisicamente.

Para renegociar a sua dívida com o banco pelo portal, o consumidor precisa ter uma conta de e-mail válida e documentos relacionados ao débito. É preciso ainda dispor de uma previsão de valor que poderá desembolsar mensalmente.

Deixe seu comentário: