Home > Notícias > Brasil > O saco sem fundo dos partidos políticos. Incapazes de atrair colaborações de simpatizantes e diante da proibição das doações de empresas, eles querem mais de 3 bilhões de reais para a campanha de 2018

“Pulso” chega a Porto Alegre com apresentações na Usina do Gasômetro

Estrelado por Elisa Volpatto, espetáculo estreia nesta sexta-feira, às 20h (foto: Betânia Dutra/divulgação)

Após estrear e promover mais duas temporadas em São Paulo este ano, a gaúcha Elisa Volpatto chega a Porto Alegre com o Vulcão [criação e pesquisa cênica] para as apresentações de “Pulso”, dirigido por Vanessa Bruno, entre 9 e 18 de dezembro, de quinta a domingo sempre às 20h, na sala 503 da Usina do Gasômetro.

“Pulso” é uma pesquisa e criação teatral a partir da vida e obra do ícone da Poesia Confessional norte-americana, Sylvia Plath, construído das indagações da diretora à atriz, que respondeu cenicamente. Valendo-se de materiais como as biografias “A Mulher Calada”, de Janet Malcolm e “Ísis Americana – A vida e a arte de Sylvia Plath”, de Carl Rollyson, “Os Diários de Sylvia Plath”, organizado por Karen V. Kukil e também o mais importante livro de poemas de Sylvia, “Ariel”, a atriz organizou a dramaturgia do espetáculo.

Mantendo a poética particular da autora, o solo explora, para além do feminino, as vicissitudes de todo e qualquer ser humano a partir, ora de fragmentos biográficos da escritora, ora das potências que sua obra desdobra. O espetáculo se passa durante o último dia de vida da poetisa para revelar, em tom confessional – característica determinante da literatura da Sylvia Plath –, memórias e devaneios de alguns dos momentos de sua vida.

Para Vanessa Bruno, a montagem não se pretende linear, mas, fragmentada, com lógica própria. “A linguagem cênica contemporânea articula-se com literatura poética da vida e obra de Sylvia Plath para a construção de um trabalho intimista”, conta ela. Já Elisa explica que o espetáculo busca questionar, por meio do material artístico criado a partir de Sylvia, o próprio papel da artista feminina atualmente.

SERVIÇO

Pulso – a partir da vida e da obra de Sylvia Plath
De 9 a 18 de dezembro, de quinta a domingo, 20h
Sala 503 Usina do Gasômetro (Av. Presidente João Goulart, 551)
Ingressos a R$ 30,00 – venda no local (descontos de 50% para estudantes, idosos e classe artística)

Comentários