Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro pretende viajar à Brasília para tratar de transição em reunião com o presidente Michel Temer

Quatro criminosos armados com pistolas foram presos na Freeway

Os bandidos estavam em um carro que foi abordado pelos policiais. (Foto: PRF/Divulgação)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu, no final da tarde de quinta-feira (11), quatro criminosos armados na Freeway, em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O Citroën onde estavam os bandidos foi abordado pelos policiais rodoviários durante uma operação de combate ao roubo de veículos.

Todos os indivíduos portavam pistolas na cintura prontas para o uso, segundo a PRF. No veículo, também foi encontrada uma grande quantia em dinheiro. O motorista apresentou aos agentes uma carteira de motorista falsa.

Os presos já possuíam antecedentes criminais por homicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e diversas ocorrências por receptação e adulteração de sinais identificados de veículos.

Tapes

A PRF, durante fiscalização de ultrapassagens, recuperou um Sandero roubado e prendeu um homem de 24 anos, na manhã de quinta-feira, no quilômetro 349 da BR-116, em Tapes.

Após análise minuciosa no veículo e revista no condutor, foi encontrado um revólver calibre 22, além de porções de cocaína e uma quantia em dinheiro.

Operação Viagem Segura

A 94ª edição da Operação Viagem Segura começou na quinta-feira e se estende até a meia-noite de domingo (14) nas rodovias estaduais e federais do Rio Grande do Sul. As estradas recebem grande movimentação em direção ao litoral e ao interior do Estado devido ao feriado de Nossa Senhora Aparecida, nesta sexta-feira (12).

A PRF, o Detran-RS (Departamento Estadual de Trânsito), a Polícia Civil, a BM (Brigada Militar) e o Comando Rodoviário da BM estão mobilizados para que o feriado seja tranquilo no trânsito, com menos acidentes e vítimas.

A análise dos acidentes fatais decorrentes dos feriados de Nossa Senhora Aparecida (2007-2017) aponta que a média de mortes foi de 6,3 por dia, menor do que a média geral dos finais de semana, que é de 7,2 mortes por dia. Isso representa que a cada três horas e 35 minutos uma pessoa perde a vida no trânsito no Rio Grande do Sul nesse feriado.

No ano passado, como o 12 de outubro caiu em uma quinta-feira, a operação durou cinco dias, contabilizando 19 mortes, com uma média de 3,8 por dia. Mas foi em 2016 que a média histórica foi a maior. O feriado naquele ano caiu em uma quarta-feira, e a operação durou apenas 24 horas, com 12 vidas perdidas.

Nos últimos dez anos, segundo informações do governo do Estado, 52% das mortes ocorreram em rodovias e concentraram-se nos dias de ida e nos intermediários, no turno da noite. Recomenda-se um cuidado redobrado nesses dias e horários. Os municípios que registraram maior número de vítimas fatais foram Porto Alegre (17), Pelotas (9), São Leopoldo (7), Alvorada, Novo Hamburgo e Gravataí (com 6 cada).

Deixe seu comentário: