Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Sine oferece 398 vagas de emprego em Porto Alegre

“Querem mostrar que Najila é louca”, diz advogado da modelo que acusou Neymar de estupro

Najila afirma que foi estuprada por Neymar em Paris, na França. (Foto: Reprodução de TV)

O advogado baiano Cosme Araújo afirmou nesta quinta-feira (13) que assumiu a defesa da modelo Najila Trindade, de 26 anos. Ele é o quarto defensor da jovem desde que a acusação de estupro contra Neymar veio à tona, em 1º de junho. Cosme disse que sua cliente não tem motivos para mentir e que não vai aceitar provocações dos assessores de atacante da Seleção, que prestará depoimento na tarde desta quinta-feira em São Paulo.

“Ela [Najila] perdeu a confiança nos outros advogados. Houve muito vazamento. Parece que eles querem passar para o mundo que ela é uma bandida ou é louca. Mas não vão conseguir. Querer é uma coisa, conseguir é outra”, disse Cosme. “Pensa bem: se estivesse mentindo, ela não teria por que insistir tanto na acusação”.

Embora a polícia de São Paulo ainda não tenha recebido a procuração de Cosme e ele não tenha se encontrado com a modelo presencialmente, o advogado afirma que está conversando com Najila “três, quatro vezes” por dia e que está se inteirando do caso.

Questionado sobre o fato de que a modelo não entregou para a polícia até hoje o vídeo de sete minutos que poderia comprovar as agressões de Neymar, Cosme respondeu que não comentaria o assunto porque isso faz parte do “sigilo profissional” entre advogado e cliente.

O primeiro advogado da modelo foi José Edgard Bueno, acionado por ela logo após o retorno de Paris, onde se encontrou com Neymar. Bueno orientou sua cliente a buscar um acordo de reparação com o jogador. A estratégia não deu certo. Embora sustente que queria apenas que o atleta pagasse o tratamento psicológico e danos morais sofridos por Najila, Bueno foi acusado por Neymar pai de tentativa de extorsão. Ele reagiu dizendo que o pai do jogador fez uma armadilha.

Ele saiu do caso em 1º de junho, depois que a modelo registrou a acusação de estupro na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, contrariando sua orientação. A defesa passou a ser feita, então, por Yasmin Abdalla. Menos de uma semana depois, no dia 6 de junho, Yasmin deixou o caso e o repassou para um amigo, Danilo Garcia de Andrade, que acompanhou Najila durante o depoimento à polícia na sexta-feira da semana passada.

Andrade abandonou a defesa na segunda-feira (10). Segundo ele, a modelo quebrou sua confiança ao não entregar para os investigadores o vídeo que teria feito de Neymar, como prometera no depoimento, e ao sugerir que o próprio advogado estaria por trás do sumiço do seu tablet. Andrade disse que não tem como defender “alguém que não entrega provas”.

Em entrevista ao SBT na segunda-feira, Najila voltou a dizer que não sabia onde estava o tablet e sugeriu que a polícia estava “comprada” para não ajudá-la. A declaração motivou o registro de um boletim de ocorrência contra a modelo pela própria polícia, que acusa a jovem de difamação .

Morador de Ilhéus (BA), Cosme disse que chegou a Najila por intermédio do pai da modelo, que é seu amigo, “um ex-policial militar, evangélico, uma pessoa muito querida”, que vive em Ibirataia, também no interior da Bahia. Nas últimas eleições, Cosme concorreu a uma vaga de deputado federal pelo PDT. Recebeu 17.044 votos, mas não foi eleito.

Sobre a estratégia que deve atuar para defender a modelo, o advogado prometeu ser ético, sem levar desaforo para casa: “Vamos respeitar o lado do acusado, vamos trabalhar com lisura. Mas não vamos aceitar provocação do outro lado. Toda ação tem uma reação”.