Últimas Notícias > Notas Capital > Trincheira da Anita deve estar pronta em 45 dias

Rádio Liberdade transmite programas ao vivo direto da Feira do Livro de Porto Alegre

Estúdio panorâmico da Rede Pampa na Feira do Livro 2019. (Foto: O Sul)

O estúdio panorâmico da Rede Pampa, na Feira do Livro de Porto Alegre 2019, recebeu nesta terça-feira (05), convidados para falar sobre os lançamentos de livros que ocorrem no evento. Os autores e escritores participaram do programa ao vivo da Rádio Liberdade, transmitido direto da Praça da Alfândega, no Centro de Porto Alegre.

Durante a programação da Feira do Livro, o radialista Evandro Leboutte vai estar no espaço com seu programa recebendo diversos escritores, até o dia 15 de novembro. O programa acontece das 16h às 18h, de segunda a sexta-feira e traz o que há de melhor sendo comercializado na 65ª edição da Feira do Livro, além dos destaques da programação.

Na tarde desta terça-feira (05), participou do programa a diretora do Instituto Estadual do Livro, Patrícia Langloa que falou sobre o Prêmio Minuano de Literatura que ocorre nesta quarta (06), às 19h, na sala de música do Theatro São Pedro. Além disso, ela falou sobre o Prêmio Desafio Literário, uma iniciativa da Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL) e da Associação Lígia Averbuck, com apoio da Associação Gaúcha de Escritores (Ages), Academia Rio-Grandense de Letras (ARL) e Brascril. A atividade será de 8 a 12 de novembro, com início às 18h30, no Museu da Comunicação Hipólito José da Costa (MuseCom), rua dos Andradas, 959, Centro, Porto Alegre, durante a Feira do Livro da capital.

Outra convidada foi a arquiteta e urbanista, Ana Paula Alcantara, que escreveu o livro “Porto Alegre na Palma da Mão: A evolução urbana da cidade para quem (ainda) não é urbanista”. De acordo com a escritora, o livro infantil pretende ajudar as crianças a conhecer a história da cidade e assim despertar o amor e o interesse por Porto Alegre. A obra foi inspirada pela infinita curiosidade de um guri e os inúmeros passeios feitos com seu cão pelo Centro Histórico. O livro conta como nasceu e cresceu a cidade de Porto Alegre.

Para contar a história da evolução urbana da Capital Gaúcha para seus pequenos habitantes e desvendar parte de seus muitos mistérios, o livro foi elaborado com um texto simples, muitos desenhos e mapas para que as crianças possam ver a cidade sob seu próprio olhar, compreender seus significados e perceber que elas podem descobrir muito num simples passeio. Ana Paula é natural de Lisboa, mas adotou Porto Alegre como sua cidade. 

​A presidente da Associação Ligia Averbuck do Instituto Estadual do Livro, Cleonice Bourscheid também participou do programa. Ela falou sobre os projetos da entidade que foi fundada em 1983, durante a gestão de Luiz Antonio de Assis Brasil no IEL, e sua primeira presidente foi Gilda Kruchin. A Associação leva o nome de Lígia Averbuck em homenagem a seu trabalho à frente do Instituto Estadual do Livro. Junto com Cleonice, estava Alfredo Aquino, editor da Ardotempo que lançou “Jornadas Schlee”, obra em homenagem a Aldyr Schlee que foi escritor, jornalista, tradutor, desenhista e professor universitário brasileiro. Natural de Porto Alegre, Aquino também é escritor e pintor. Ele tem nove livros publicados, sendo sete de pintura e dois de literatura. 

O publicitário Marino Boeira falou sobre o lançamento do seu novo livro “Tudo pode acontecer no ônibus Serraria e na Zona Sul”. O evento acontece no dia 6 de novembro, na Feira do Livro de Porto Alegre. A sessão de autógrafos está marcada para às 17h30min, na Praça Central da Feira. Antes disso, às 14h30, haverá um encontro entre Marino, o ilustrador do livro, Santiago, e a produtora da obra, Vera Pellin, na sala O Retrato, no Centro Cultural Érico Veríssimo (Rua dos Andradas, 1223 – Centro Histórico). O trio debaterá, na ocasião, sobre o tema ‘A crônica e a ilustração – A arte da palavra no encontro com o tempo e o espaço’.

O escritor Felipe Daiello comentou sobre a 8ª Semana Literária que presta homenagens em torno dos 125 anos de nascimento de Dyonélio Machado, que serão comemorados em 2020. Além disso, ele falou sobre a exposição na Galeria de Artes do clube que conta com fotos, acervo pessoal, cartas e manuscritos originais do criador de Os Ratos. As obras estão expostas até o dia 18 de novembro, na sede Alto Petrópolis, na avenida João Obino, número 300. A mostra é de curadoria de Daiello, ele é associado do União e criou o Projeto Literário, que disponibiliza livros em estantes espalhadas pelo clube. O escritor já escreveu 14 livros em 13 anos. O autor deixou o convite para o lançamento do seu livro, “Vida Viagem sem roteiro”  que será lançado no dia 10 de novembro. A sessão de autógrafos será às 17h30min. O evento ocorre no Pavilhão de Autógrafos da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre, na Praça da Alfândega, na sala O Retrato.